Max Fercondini e Amanda Richter percorrem América do Sul de motorhome em novo quadro - Hora

Versão mobile

Viagem na TV25/08/2016 | 15h23Atualizada em 25/08/2016 | 15h25

Max Fercondini e Amanda Richter percorrem América do Sul de motorhome em novo quadro

Atração estreia neste sábado no programa "Como Será?", da Rede Globo

Max Fercondini e Amanda Richter percorrem América do Sul de motorhome em novo quadro Globo/Divulgação
Foto: Globo / Divulgação

O apresentador Max Fercondini e a atriz Amanda Richter estão em uma nova aventura, dessa vez a bordo de um motorhome. Em América do Sul sobre Rodas, novo quadro do programa Como será?, da Rede Globo, o casal percorre o continente para mostrar as diferenças naturais e culturais de diferentes países. A nova atração estreia no sábado, às 7h.

Leia mais
Sasha fala sobre fama forçada, relação com Xuxa e dirige Fusca na estreia do "Programa do Porchat"
Jurado do "Masterchef" deve ganhar outro programa de culinária
Novo programa de Marcelo Adnet estreia nesta quinta-feira

O casal mostrou uma viagem pela primeira vez em 2015, no Sobre as asas, em que visitavam iniciativas sustentáveis em locais de difícil acesso pelo Brasil com um avião monomotor. Neste ano, percorreram 21 mil km entre seis países (Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Equador e Colômbia), conversando com especialistas de diferentes áreas. 

Serão 12 episódios. O primeiro começa no Chuí e termina na Patagônia Argentina, onde a dupla visita a geleira de Perito Moreno e conversa com o glaciologista Pedro Skavarca, que explica os efeitos das mudanças climáticas na região.

Fátima fala de casamento

Max e Amanda participaram do Encontro com Fátima Bernardes nesta quinta-feira para falar da novidade. Fátima aproveitou e perguntou o que faltava para o casamento.

– Nossa, e para o pedido de casamento está faltando o quê, minha gente?! – indagou Fátima, antes de informar que os dois viajaram juntos por seis meses para a gravação de América do Sul sobre rodas (além dos outros seis para o quadro Sobre as asas). Eles namoram há oito anos.

Depois da pressão, Max teve que se defender:

– Olha, eu preciso me defender porque o meu sogro está me assistindo. A gente vê muitos casais juntos como namorados, por 15, 20 ou 30 anos, e que, às vezes, não selam uma relação oficial perante à Justiça, à igreja ou à sociedade, mas eu acho que o que tem mais valor é essa comprovação, esse atestado de que dá certo. A Amanda é muito a minha parceira e eu quero ser o melhor namorado ou marido para ela, independentemente de qualquer situação.

Amanda replicou que o casamento ainda vai vir.



 

Siga npdalingua no Twitter

  • npdalingua

    npdalingua

    Na Ponta da LínguaCarlos Eduardo de terno preto em pleno sertão e não rola nem pizza embaixo do braço? #VelhoChico #redeglobohá 11 horas Retweet
  • npdalingua

    npdalingua

    Na Ponta da LínguaRT @carasbrasil: Solange Almeida, do Aviões do Forró, diz que emprestaria seu vestido para fã economizar --> https://t.co/2mqbIjfnbS https:…há 11 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros