Darci Costa, fundador do Cine ART 7, faz 90 anos e recebe homenagem na Fundação Cultural Badesc - Hora

Versão mobile

Memórias da sétima arte19/09/2016 | 09h44

Darci Costa, fundador do Cine ART 7, faz 90 anos e recebe homenagem na Fundação Cultural Badesc

Cinéfilo foi personagem importante do cinema de rua da Capital

Darci Costa, fundador do Cine ART 7, faz 90 anos e recebe homenagem na Fundação Cultural Badesc Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Cinéfilo foi personagem importante do cinema de rua da Capital Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A memória pode não ser mais a mesma, mas é só começar a falar de cinema que Darci Costa, fundador do extinto Cine ART 7 e um apaixonado pela sétima arte, lembra até que Rita Hayworth foi, na verdade, coadjuvante em Sangue e Areia e não protagonista.

— O pai sempre teve uma memória¿ alguém chegava falando de um filme e ele dava a ficha técnica inteira — conta a filha Marjorie Ferrari Costa.

— Não é bem assim, a ficha inteira não. É muita coisa — interrompe Darci que, a propósito, tem a atriz americana como musa. 

"Sempre acreditei em Pequeno Segredo para dialogar com o Oscar", conta David Schurmann
Crítico da Folha de SP defende sua opinião sobre "Pequeno Segredo": "O filme não é bom"
Como é escolhido o filme que representa o Brasil no Oscar

Formado em direito, jornalista e radialista autodidata, crítico de cinema do extinto jornal O Estado e bancário, Darci Costa comemora 90 anos este mês e recebe uma homenagem na Fundação Cultural Badesc nesta segunda-feira (19). Serão exibidos o documentário Cine ART 7– Os Descaminhos da Memória, dirigido por Phelipe Janning, e três curtas, de dois minutos cada, dirigidos por Zeca Pires para a TV UFSC. Nos dias 21 e 28, também haverá exibição de Modelos e de Sangue e Areia, que trazem Rita Hayworth no elenco.

Durante 11 anos (1986-1997), Darci comandou, junto com o sócio Alberto Fermiano, o Cine ART 7, cinema de rua localizado na Almirante Alvim, em Florianópolis, onde hoje é a sede da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc). Na época, foram exibidos filmes independentes e de vanguarda como como Z, de Costa Gravas, e até Cães de Aluguel, de Tarantino

Hoje, apesar de manter a paixão e uma coleção de DVDs, fitas VHS e até o menos popular laser disc que enche a sala do segundo andar da casa onde mora, no Centro da Capital, Darci não costuma mais ir no cinema. Entre os últimos filmes a que assistiu estão Avatar e Bastardos Inglórios ("Aquele filme é incrível!").

— Os filmes têm que ter qualidade, né, pra motivar minha saída de casa. É um retrocesso o cinema de rua ter desaparecido, uma pena. O de rua era o costumeiro, fazia parte da atividade social, e não era necessariamente com filmes de arte. Eu sempre gostei muito de cinema então me esmerava na programação, trazendo sempre filmes de qualidade — conta.

Uma curiosidade: Darci é avô das irmãs May e Lou Ferry, do duo Sweet Dreamers, que participou das audições do X Factor Brasil

Além de cinema, Darci tem outra paixão: a gata Nikita Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Os cinéfilos Leonardo Silas e Luís Fritzen são amigos de Darci e integrantes do grupo Cine ART 7, que se reúne pelo menos uma vez por mês e contribui com a programação da Fundação, incluindo a homenagem de hoje. Perguntados se o cinema de rua em Florianópolis pode voltar, são categóricos:

— Em alguns países, o cinema de rua se mantém. Mas o grande problema é a questão imobiliária. Ter um espaço físico no Centro privilegiado da cidade é caro. O cinema acaba sendo capitalizado pelo shopping, é uma maneira de atrair o público para fazer compras. E, no Brasil, teve o boom das igrejas, que compraram muitos cinemas — comenta Fritzen.

— Não acredito que o cinema de rua voltará a Florianópolis. Acredito em alternativas. Cinemas menores, comandados por cineclubes. E também tem uma nova geração que já está acostumada a assistir em casa, na TV, no computador. Não sei se ela vai ter essa necessidade de ver filme em tela grande — acredita Silas.

Leia as últimas notícias de cinema

Agende-se
O quê: Mostra Homenagem a Darci Costa
Quando: 19, 21 e 28 de setembro, às 19h
Onde: Fundação Cultural Badesc (Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis)
Quanto: Entrada gratuita

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros