Nina Simone e Velvet Underground receberão Grammy honorífico  - Hora

Versão mobile

Premiação20/12/2016 | 09h41Atualizada em 20/12/2016 | 09h41

Nina Simone e Velvet Underground receberão Grammy honorífico 

Cerimônia do maior prêmio da música será realizada em 12 de fevereiro

Nina Simone e Velvet Underground receberão Grammy honorífico  Bertrand Guay/afp
Nina Simone será uma das homenageadas do ano Foto: Bertrand Guay / afp
AFP
AFP

A lendária cantora americana Nina Simone, os pioneiros do art rock The Velvet Underground e o grande nome do funk Sly Stone receberão os Grammy de carreira artística em 2017, anunciou na segunda-feira a Academia da Gravação. Além dos Grammy habituais que premiam as obras do ano anterior, a indústria da música oferece a cada ano os Grammy Lifetime Achievement Awards, que reconhecem as carreiras mais influentes.

Nina Simone, que nunca recebeu um Grammy durante sua vida, era uma jovem prodígio do piano que, como afro-americana no sul segregacionista dos Estados Unidos, foi desencorajada a continuar na música clássica. Mas se tornou uma das cantoras mais célebres do soul e uma firme ativista pelos direitos civis, com canções clássicas como To Be Young, Gifted and Black.

Leia mais:
Beyoncé lidera as indicações para o Grammy 2017; confira a lista

Atuação de Zoe Saldaña como Nina Simone repercute na internet
De "Tropicalia" a "Paêbirú", livro compila os cem melhores discos psicodélicos lançados no Brasil  

The Velvet Underground, liderado por John Cale e pelo falecido Lou Reed, revolucionou a música rock na década de 1960. O primeiro álbum da banda, The Velvet Underground and Nico, foi produzido por Andy Warhol e abordou temáticas como as drogas e o fetichismo sexual de uma forma impensável até então.

Sly Stone, líder da banda Sly and the Family Stone, incorporou novos ares psicodélicos à música funk, e se tornou uma grande influência para artistas que vieram depois, como Prince.

A "primeira-dama da música gospel" Shirley Caesar e a lenda do piano Ahmad Jamal, que ajudou a aumentar a audiência do jazz, também receberão o Grammy Lifetime Achievement Award.

Os outros premiados são Charley Pride, o ex-jogador de beisebol que foi o primeiro afro-americano a ter sucesso na música country, dominada por brancos, e Jimmie Rodgers, que ajudou a estabelecer as bases desse gênero antes de morrer, aos 35 anos, em 1933.

A festa principal dos Grammy acontecerá em 12 de fevereiro em Los Angeles, com Beyoncé liderando as indicações.

 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros