O último beijo do gordo: Jô Soares encerra nesta sexta trajetória à frente de famoso talk-show da TV - Hora

Despedida15/12/2016 | 21h00Atualizada em 15/12/2016 | 21h00

O último beijo do gordo: Jô Soares encerra nesta sexta trajetória à frente de famoso talk-show da TV

Edição final do "Programa do Jô" vai ao ar na RBS TV a partir da 0h45min  

O último beijo do gordo: Jô Soares encerra nesta sexta trajetória à frente de famoso talk-show da TV Ramón Vasconcelos/ Globo/Divulgação
Foto: Ramón Vasconcelos/ Globo / Divulgação

O último bate-papo no sofá, o gole final na famosa caneca exposta na bancada e as piadas espirituosas para embalar a despedida. A partir da 0h45min de sexta para sábado, o Brasil acompanhará o final de uma era na TV: Jô Soares encerrará sua trajetória à frente do Programa do Jô, late show exibido pela TV Globo há 16 anos. A conversa derradeira será com o cartunista Ziraldo.

Em fevereiro, a emissora e o apresentador já haviam anunciado o fim da produção que se tornou o principal talk-show da televisão brasileira. Por isso, a temporada 2016 se desenrolou em clima de despedida. As entrevistas destaque deste ano ficaram a cargo do apresentador Faustão, que esteve no programa pela primeira vez, e do músico Roberto Carlos – o último bate-papo com o Rei havia ocorrido em 2011. Jô também tentou de todos os jeitos trazer Silvio Santos para seu sofá na última temporada, porém, ouviu um não como resposta.

Leia mais:
Entrevista de Faustão a Jô Soares é marcada por lembranças da época do rádio
Em tempo de reformulação, veja o momento dos talk-shows brasileiros 


Mas conversas com convidados de prestígio não faltam na carreira de Jô. Em 1988, o apresentador passou a comandar o Jô Soares onze e meia no SBT, talk-show que trouxe para o país o formato consagrado nos programas norte-americanos. Ali, entrevistou nomes como o ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev e Bill Gates, fundador da Microsoft – também ficaram famosas as conversas com os presidenciáveis nas eleições de 1989 e as entrevistas relacionadas ao caso de impeachment de Fernando Collor de Melo. Em 2000, estreou na Globo o Programa do Jô, seguindo os moldes do talk-show precursor e mantendo o alto nível dos bate-papos.

Marcas registradas do apresentador, a veia cômica e os comentários irônicos revelam as origens de sua carreira na TV. Ele surgiu no humor, ainda na década de 1960, e se consolidou no gênero com o passar dos anos: é lembrado por trabalhos como Família Trapo (Record, 1967), Faça humor, não faça guerra (Globo, 1970), Satiricom (Globo, 1973), Viva o Gordo (Globo, 1981) e Veja o Gordo (SBT, 1988). A virada na trajetória em direção ao talk-show só tratou de reunir os talentos do artista, que também já atuava como jornalista e escritor, tendo participado de produções de teatro e cinema.

A cadeira deixada por Jô na Globo será ocupada por Pedro Bial, que deve estrear um novo programa em abril de 2017, na mesma faixa horária.

CURIOSIDADES

– O apresentador entrevistou mais de 14 mil pessoas apenas no Programa do Jô

– Mais de 500 mil pessoas participaram da plateia dos talk-shows de Jô, e mais de 4 mil musicais foram apresentados nas mais de duas décadas de programas.

– Os entrevistados do primeiro Programa do Jô, na Globo, em 2000, foram o ator Tarcísio Meira, Dida, então goleiro da Seleção Brasileira, e a cantora Marisa Monte.

TIM MAIA

Músico sentou mais de uma vez no sofá do "Jô Soares onze e meia". Na foto, a conversa exibida no início do talk-show, em 1989 Foto: Moacyr dos Santos / SBT

PELÉ

A entrevista com o Rei do Futebol foi feita em 2011, quando Pelé falou sobre sua carreira, cantou e comentou sobre as expectativas para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Com a presença do ex-jogador, o programa registrou uma de suas maiores audiências nos últimos anos Foto: Zé Paulo Cardeal / TV Globo/Divulgação

AYRTON SENNA

No Jô Soares onze e meia, no SBT, o apresentador conversou com Ayrton Senna em 1989. O piloto falou sobre detalhes do início da carreira e da sua relação com a família Foto: Moacyr dos Santos / SBT

ROBERTO CARLOS

O Rei voltou ao palco do "Programa do Jô" no último dia 9, cinco anos depois de seu bate-papo anterior com o apresentador. Jô foi às lágrimas quando Roberto Carlos dedicou a música "Amigo" a ele Foto: Ramón Vasconcelos / TV Globo/Divulgação

Leia outras notícias de entretenimento e cultura em ZH

 
 
 

Siga npdalingua no Twitter

  • npdalingua

    npdalingua

    Na Ponta da LínguaImpressão minha ou @Tatawerneck consegue ser maior que @FeSouzaReal_ ?? #ladynighthá 3 diasRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros