Roteiro Cult: 3 novas exposições abrem esta semana em Florianópolis - Hora

Artes visuais14/12/2016 | 09h45Atualizada em 14/12/2016 | 09h45

Roteiro Cult: 3 novas exposições abrem esta semana em Florianópolis

De fotografia à colagem e vídeo arte, mostras apresentam o que há de mais contemporâneos na arte catarinense

Roteiro Cult: 3 novas exposições abrem esta semana em Florianópolis Bruno Ropelato/Divulgação
Fotografia da exposição #PorAí, de Bruno Ropelato, que abre na sexta-feira Foto: Bruno Ropelato / Divulgação

Com galerias, museus e espaços expositivos em plena atividade, Florianópolis pode gabar-se de ter uma agenda de artes visuais pulsante e com constantes novidades. Faltando duas semanas para o fim de 2016, três novas exposições abrem na cidade. Confira:

|| V Mostra de Arte Contemporânea Lote 7, na Fundação Hassis

Um grupo de sete artistas inaugura a nova edição da Lote 7, Mostra de Arte Contemporânea organizada todos os anos na Fundação Hassis, em Itaguaçu. Para esta quinta temporada, como praxe, foram convidados artistas cujo foco da pesquisa em artes seja voltado ao contexto contemporâneo.

Artistas convidados:
Cassia Aresta: apresenta uma série de trabalhos intitulados Construção, feitos com recorte e colagem de papel sobre papel e caneta nanquim.

Obra de Cassia Aresta na Fundação Hassis Foto: Cassia Aresta / Reprodução

Katia Spek: trabalho em vídeo arte intitulado Para Heráclito de Efeso o real é sempre o fruto da mudança.
Pati Pecin: ilustradora e artista desenvolve um trabalho com colagens misturando recorte, xilogravura, texturas e linhas gráficas em variados suportes no trabalho Tetramorfo
Paula Schlindwein: apresenta o trabalho Verbo, uma referência ao discurso e à fome. Vem do Manifesto Antropófago de Oswald de Andrade de 1928, que propõe a devoração da cultura do outro.
Taliane Tomita: mostra a série Lugar de respiro, produzida durante o intercâmbio na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

Obra de Taliane Tomita Foto: Taliane Tomita / Reprodução

Sebastião G. Branco: apresenta xilogravuras com relação à paisagem.
Zulma Borges: mostra Paisagens imaginárias, minilivros em aquarela com imagens de paisagens de plain air ou imaginárias, com encadernação artesanal tipo concertina.

Até 24/2/2017, na Fundação Hassis (Rua Luiz da Costa Freysleben, 87, Itaguaçu). Gratuito.

|| Museu Victor Meirelles Recebe Exposição Y/Rembe¿y, de Fran Favero

Fran Favero inaugura nesta quarta-feira a exposição Y/Rembe¿y no Museu Victor Meirelles, no Centro. A partir das 18h ocorre o tradicional Encontro com o Artista, uma conversa entre Fran e público sobre sua trajetória e trabalhos.

Foto: Fran Favero / Reprodução

Y/Rembe¿y é composta por vídeos, sons, instalações e publicações de artista, trabalhos propostos a partir de um lugar fronteiriço, complexo, um espaço de encontros, tanto no sentido de reunião quanto de confronto presente neste termo: a tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.  

Foto: Fran Favero / Reprodução

Rembe em guarani significa margem, borda, orla. Já o termo Y significa água, rio, sendorembe¿y a fronteira, a margem do rio. Na tríplice fronteira, os limites entre países são marcados pelos rios que se encontram e se cruzam. Fran Favero vive e trabalha em Florianópolis.

Até 18/2/2017, no Museu Victor Meirelles (Rua Rafael Bandeira, 41, Centro, Florianópolis). Gratuito.

|| #PorAí, de Bruno Ropelato, no MIS/SC

O fotógrafo Bruno Ropelato apresenta recortes, fachadas, texturas e fragmentos da cidade de Florianópolis por meio de fotos na mostra #PorAí. A exposição inclusiva, com acessibilidade para cegos, inaugura na sexta-feira no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC). Do total de obras, 40 fotografias são táteis, ou seja, poderão ser tocadas e terão legendas em braile. A mostra terá ainda piso tátil direcional e de alerta, facilitando a locomoção com segurança do público cego.

Foto: Bruno Ropelato / Divulgação

O projeto surgiu despretensiosamente, quando Ropelato começou a postar fotos no aplicativo Instagram com a hashtag #PorAí. As imagens que serão exibidas são frutos de dois anos de andanças pela Grande Florianópolis. Para ambientação, o MIS/SC foi transformando numa grande cidade, com dispositivos que remetem aos prédios, luzes frias e formas sóbrias, além da sonorização urbana.

Abertura dia 16/12, às 20h. Visitação até 5/3/2017, no MIS/SC, no Centro Integrado de Cultura (Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica, Florianópolis). Gratuito.

Foto: Bruno Ropelato / Divulgação

Leia também
Do fundo do baú: livro reúne textos antigos do tradicional Teatro Biriba
6 eventos para curtir nesta semana em Santa Catarina

 
 
 

Siga npdalingua no Twitter

  • npdalingua

    npdalingua

    Na Ponta da LínguaImpressão minha ou @Tatawerneck consegue ser maior que @FeSouzaReal_ ?? #ladynighthá 1 diaRetweet
  • npdalingua

    npdalingua

    Na Ponta da LínguaRT @euleodias: A https://t.co/z7krGNUOPD acaba de decidir acabar com o site EGO! Estou chocado! Uma pena. Emprego, mercado de trabalho... o…há 8 diasRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros