Circo Ringling Bros. fecha as portas após 146 anos de trajetória - Hora

Versão mobile

Terminou16/01/2017 | 08h57Atualizada em 16/01/2017 | 11h41

Circo Ringling Bros. fecha as portas após 146 anos de trajetória

Comunicado foi feito no site oficial da companhia americana

Circo Ringling Bros. fecha as portas após 146 anos de trajetória ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP
Foto: ANDREW CABALLERO-REYNOLDS / AFP

O Ringling Bros. and Barnum and Bailey Circus, criado nos Estados Unidos em 1871 e promovido por muito tempo por seu proprietário como o "maior espetáculo da Terra", anunciou que encerrará suas atividades em maio após 146 anos. Em um comunicado no site oficial da trupe, Kenneth Feld, o presidente da Feld Entertainment, produtora do espetáculo, confirmou que as apresentações seguem apenas até maio deste ano.

A justificativa para o fechamento foi a dificuldade em sobreviver com o aumento dos custos e a diminuição da venda de entradas, sobretudo depois que foi obrigado, em 2015, a tirar os elefantes de seu espetáculo.

Leia mais:
Festival leva música erudita a diversos palcos de Pelotas
Confira como será o Gasômetro após as reformas; nova gestão depende de edital

No início de suas atividades, o circo era famoso por seu espetáculo e "bizarrices". De fato, P.T. Barnum, chamado de o "príncipe dos charlatões", não hesitou em exibir gigantes da Islândia, mulheres da Patagônia, anões, serpentes do mar e até uma "sereia de Fiji", que na verdade era um torso de macaco com uma calda de peixe costurada. Barnum teria criado o circo de três arenas e sido um dos primeiros a usar a eletricidade. Atualmente, o Ringling Bros. é considerado o maior circo do mundo.

O Ringling Bros. and Barnum and Bailey Circus ainda visitará 30 cidades nos Estados Unidos este ano, antes de seu último show em 21 de maio em Uniondale, perto de Nova York.

Leia outras notícias de entretenimento e cultura em ZH


 
Hora de Santa Catarina
Busca