Joaçaba, a cidade do interior que melhor sabe fazer carnaval em SC - Hora

Versão mobile

Folia no meio-oeste27/02/2017 | 01h50Atualizada em 27/02/2017 | 01h50

Joaçaba, a cidade do interior que melhor sabe fazer carnaval em SC

No meio-oeste catarinense, o município de 28 mil habitantes dá conta de promover uma folia que atrai milhares de pessoas

Joaçaba, a cidade do interior que melhor sabe fazer carnaval em SC Betina Humeres / Agência RBS/Agência RBS
Destaque do desfile da Aliança, no domingo, que levou para a avenida fantasias de luxo e grandes carros alegóricos Foto: Betina Humeres / Agência RBS / Agência RBS

Joaçaba tem apenas 28 mil habitantes, a maioria descendente de alemães e italianos, e dá conta de promover um dos carnavais mais tradicionais de SC. Os desfiles das escolas de samba são as principais atrações da região. Este ano, apenas três das quatro agremiações que formam a Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d¿Oeste (Liesjho) desfilaram: Acadêmicos do Grande Vale e Unidos do Herval, no sábado, e Aliança, no domingo. 

A Vale Samba, a mais antiga da região, não desfilou devido a problemas internos e fez uma bonita homenagem ao presidente, Alcemir Carlos, morto em dezembro passado. A apuração dos desfiles será na terça, a partir das 14h.

O número oficial de foliões que assistiram ao desfile ainda não foi fechado, mas a perspectiva da Liga é que pelo menos 20 mil pessoas assistiram ao desfile na segunda noite, um pouco menos no sábado. 

É interessante notar como a cidade prepara-se com antecedência para a folia. As ruas centrais foram fechadas dias antes do desfile, já que a Avenida XV de Novembro, a principal de Joaçaba, se transforma em Passarela do Samba por um fim de semana. Na avenida são montadas as arquibancadas, camarotes, postes de luz e a via recebe uma pintura especial, indicando o começo e fim do desfile e recuo da bateria. Embora fique lento para quem tenta chegar à cidade, o trânsito não chega a ficar caótico como é comum nos grandes centros. 

Destaque de chão da escola Unidos do Herval Foto: Betina Humeres / Especial

— As escolas deram um show, com desfiles magníficos apesar dos problemas de falta de recurso. O público esperado para a segunda noite foi de 20 mil pessoas e perspectiva de 40 mil pessoas nas cinco noites de Carnafolia — disse o Dihego Joe Muller. 

Foliões de todos os cantos

Mas o carnaval em Joaçaba não se resume apenas à passarela do samba. Já desde o dia 24, uma arena foi montada no Centro para sediar as festas dos quatro blocos: Los Iguanas, Baviera, DNA e Os Tentação. Até o dia 28, a festa segue a mil e é o principal foco dos jovens que desembarcam de todos os cantos do Brasil na cidade.

A nutricionista Bruna Mussio, de 29 anos, viajou de Xanxerê, a 120 quilômetros, com mais quatro amigas para curtir a folia nos blocos:

Carro alegórico da Acadêmicos do Grande Vale Foto: Betina Humeres / Especial

— A gente vem porque o carnaval aqui é bacana, a cidade inteira se mobiliza e é organizado. E também porque nas outras cidades da região a tradição de carnaval se perdeu um pouco. O legal dos blocos é porque se pode comprar o abadá para um deles, ficar concentrado numa área, e também interagir com as pessoas dos outros blocos — disse ela. 

Joaçaba promove também encontros familiares. Há vários anos, uma família com parentes espalhados por Brusque, Joinville, Palmitos e Chapecó se reúne para brincar o carnaval no meio-oeste. No sábado, eles vestiam a mesma camiseta: verde, com o rosto do Hulk. No sábado, a camiseta era da Minnie. 

 — É o carnaval mais animado de Santa Catarina — gritou um deles.

FOTO: veja detalhes da primeira noite  de desfiles das escolas de Joaçaba
Veja como foi o desfile da Acadêmicos do Grande Vale
Veja como foi o desfile da Unidos do Herval
Veja como foi o desfile da Aliança

Leia mais notícias:

Confira a programação completa das festas
Saiba como foi a noite de desfiles em Florianópolis

Veja nove festas alternativas para o Carnaval 

 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros