"Gosto da masturbação como forma de empoderamento", diz artista que expõe sobre o tema na Capital - Hora

Dia Internacional da Mulher08/03/2017 | 09h55Atualizada em 08/03/2017 | 10h32

"Gosto da masturbação como forma de empoderamento", diz artista que expõe sobre o tema na Capital

Exposição "Conhece-te a ti mesma", em cartaz em Florianópolis, propõe reflexão sobre sexualidade e prazer femininos

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Segundo o estudo Mosaico 2.0, do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex) da USP,  que ouviu 3 mil participantes com idade entre 18 e 70 anos de sete regiões metropolitanas, 43% das mulheres brasileiras têm dificuldade em chegar ao orgasmo.

— Numa sociedade como a nossa, que está o tempo todo jogando essa coisa da sexualidade, é realmente estranho. As mulheres não conhecem a estrutura do próprio sistema reprodutivo, não tem ideia — comenta a artista Angelita Cardoso, que se inspirou na masturbação para criar as obras da exposição Conhece-te a ti mesma, em cartaz n'O Sítio, na Lagoa da Conceição, até o dia 23. Neste Dia da Mulher, Angelita ainda vai mediar o debate Sexualidade feminina e tabus, a partir das 19h30.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

— Eu comecei trabalhando com retratos e tinha uma angústia, uma questão de encontrar o que era esse feminino. No decorrer do tempo fui me apropriando do corpo, que dá uma outra leitura, uma coisa mais integrada. Eu também estava me reconhecendo nessas obras. Como arquétipo, esse feminino está em todas nós. Gosto da proposta da masturbação como forma de conhecimento e empoderamento de si mesma. O prazer é meu e passa por mim primeiro antes de eu ir somar para o outro — explica a artista paulistana sobre seu trabalho.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

São aquarelas, gravuras e pinturas, criadas em São Paulo, onde Angelita reside, e Florianópolis, de onde é sua família,  entre 2011 e 2017. O tema é tratado de forma sutil e delicada, e a artista usou modelos vivos para criar algumas das obras, incluindo as mais ousadas.

— Fiz questão de ter esse corpo como referência, para não ficar uma coisa só de imaginação. E era uma relação engraçada entre eu e a modelo, porque os tabus aparecem nesse momento, os meus e os dela.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Debate vai aprofundar o tema 

O debate Sexualidade feminina e tabus, que ocorre nesta quarta-feira, a partir das 19h30, tem mediação de Angelita Cardoso e participação da historiadora Ana Lice Brancher,  da pedagoga Lucena Dall'Alba, da artista Olinda Evangelista e da jornalista Paula Guimarães como debatedoras. Serão abordados temas tabus como a descoberta do próprio corpo (e do prazer) através da masturbação, em suas diversas dimensões – da política à social, da psicanalítica à estética. O objetivo é provocar a reflexão crítica sobre a condição da mulher na sociedade atual e a entrada é gratuita. 

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Agende-se
O quê: 
Exposição Conhece-te a ti mesma, de Angelita Cardoso
Quando: Até o dia 23/3, com visitação de segunda a sexta das 9h às 21h
Onde: O Sítio Coworking (Rua Francisca Luisa Vieira, 53, Lagoa da Conceição)
Entrada gratuita

Leia mais sobre o Dia Internacional da Mulher

Artistas de SC sublimam o machismo com movimento artístico consistente

Veja 12 atividades culturais que ocorrem em Florianópolis na Semana da Mulher

Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, diz Datafolha

Dia da Mulher terá atos em 11 cidades

Projeto ensina artes marciais como forma de empoderamento



 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros