Única catarinense no The Voice Kids, Giulia Soncini fala sobre música, canto e bastidores do programa  - Hora

Versão mobile

Talento local10/03/2017 | 18h00Atualizada em 10/03/2017 | 18h05

Única catarinense no The Voice Kids, Giulia Soncini fala sobre música, canto e bastidores do programa 

Garota de 13 anos participa da fase ao vivo do reality show musical neste domingo 

Única catarinense no The Voice Kids, Giulia Soncini fala sobre música, canto e bastidores do programa  Marco Favero/Agencia RBS
Princesinha: Giulia posa com o microfone que ganhou de presente da tia de aniversário - ela acaba de completar 13 anos Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Única catarinense no The Voice Kids, Giulia Soncini fala baixinho e tem um jeito meigo, quase tímido, até que começa a cantar com uma voz impressionante que fez Ivete Sangalo, uma das técnicas do reality show musical, dizer que estava "inebriada".

Com 13 anos recém-completados, a estudante do 8º ano do Colégio Catarinense recebeu a reportagem do DC no apartamento onde mora com a família, no Centro da Capital, horas antes de embarcar para o Rio. Neste domingo, a garota participa da nova fase ao vivo do programa, que vai ao ar na RBS TV às 13h. É a última etapa antes da semifinal e da grande final, em que o campeão sairá com o prêmio de R$ 250 mil e um álbum gravado pela Universal Music.

Assista ao vídeo com uma palinha de Halo, canção de Beyoncé, e Fascinação, de Elis Regina, que Giulia cantou nas audições do The Voice Kids:

Um tiquinho nervosa - como já era de se esperar -, Giulia bateu um papo sobre música, canto e bastidores do programa. Confira a entrevista:

Como tudo começou

Sempre cantava as aberturas das novelas e quando eu tinha uns quatro anos minha vó e minha mãe notaram que eu era afinada e cantava bem. Aí elas pediram para eu decorar uma música, gravaram e postaram o vídeo na Internet. Mas só fui fazer aula de canto no ano passado. Eu era acostumada a forçar mais nas notas mais agudas e a técnica me ajudou a não forçar muito a minha voz. Os exercícios também ajudam a fazer com que ela ficasse mais forte e alcançasse mais tons. Muita gente me recomendou as aulas porque se eu cantasse do jeito errado eu poderia perdê-la.

The Voice Kids

Eu que tive a ideia de me inscrever. Vi uma temporada mas só descobri que podia se candidatar quando as inscrições já estavam encerradas. Tive que esperar o ano seguinte, aí pedi pra minha mãe me ajudar a gravar um vídeo. Um dia, cheguei da escola e ela me mostrou uma mensagem que eles tinham mandado, dizendo que eu tinha passado. Dei um monte de pulos, berrei um monte. Fiquei muito feliz.

Bastidores

Eu cheguei lá meio nervosa, era a primeira vez que eu fazia uma coisa dessas. Só que depois, quando subi no palco e comecei a cantar, esqueci. Lá, todo mundo é amigo de todo mundo. A gente tem grupo no Whatsapp, fica se falando, e combina de se encontrar quando viajar para a cidade um do outro. A gente brinca um monte quando tá lá, faz rodinha de música, é muito divertido.

O que vai fazer se ganhar o programa

Eu não parei pra pensar nisso. Eu já tô feliz assim, não pensei no que fazer se ganhar porque só de estar nas quartas de finais já está muito bom. Mas claro que eu ficaria feliz. Acho que investiria na minha carreira, faria clipes.

A garota posa com o troféu que ganhou após passar a primeira fase do programa Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Giulia integra o time de Victor e Leo, mas ainda não se sabe se a dupla continuará no programa após a denúncia de que Victor teria agredido a mulher.

Leia mais:

Novidades no "Fantástico", nova fase do "The Voice Kids" e mais: atrações da TV no fíndi

Por que "Amor & Sexo" é o melhor programa da TV aberta atualmente

"The Voice Kids": veja novidades da 2ª temporada

 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros