Evite os riscos que o Carnaval oferece para a sua saúde sexual - Hora

Versão mobile

 

Falando de Sexo07/02/2018 | 10h30Atualizada em 07/02/2018 | 10h30

Evite os riscos que o Carnaval oferece para a sua saúde sexual

Evite os riscos que o Carnaval oferece para a sua saúde sexual Arte ZH/
Foto: Arte ZH

O Carnaval é um dos momentos do ano em que mais as pessoas se divertem ou tentam, pelo menos. Para muitos, vale extrapolar nesta época, como experimentar vivências novas e fazer absolutamente tudo o que se tem vontade. 

Leia outras colunas do Falando de Sexo

No entanto, é sempre bom lembrar que algumas ações podem ter consequências para além dos dias de folia, até mesmo para a vida inteira. Portanto, curtir a festa de uma maneira intensa, mas com responsabilidade, se mostra fundamental para a sua diversão ser saudável e acontecer de forma segura. 

Toda atitude sem responsabilidade acarreta sérios problemas. Lembre-se de um ponto bem óbvio, mas que pode passar despercebido nos próximos dias: após folia, ainda existe vida!

Risco
Responsabilidade e diversão podem combinar muito bem com Carnaval. Dance, beije e brinque, porque o ganho poderá ser o início de um relacionamento que começou de cara limpa, mas em uma noite de folia. 

Sim, por que não? Mude o seu jeito de encarar a sua forma de festejar! A liberação sexual exige o uso da camisinha. Nessa época, é quando ocorre a maior contaminação pelo vírus da aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis. Para completar, além do sexo, Carnaval, infelizmente, acaba se ligando ao uso de drogas, associado a uma transa inconsequente. 

O consumo delas durante esses dias de festa tem a capacidade de provocar um estado de euforia e um falso bem-estar, além de aumentar a disposição, o vigor e a resistência física nos embalos. Daí a disposição para o sexo. Mas estas mesmas substâncias podem deixar sequelas físicas. E até dar início a um processo de dependência química. Não vacile.

 
Hora de Santa Catarina
Busca