Hoje tem estreia de Os Melhores Anos das Nossas Vidas na NSC TV - Hora

Versão mobile

 

Tá ligado?11/10/2018 | 11h37Atualizada em 11/10/2018 | 11h37

Hoje tem estreia de Os Melhores Anos das Nossas Vidas na NSC TV

Retratos da Fama: game show fará uma verdadeira viagem pelo túnel do tempo sob comando de Lázaro Ramos

Hoje tem estreia de Os Melhores Anos das Nossas Vidas na NSC TV Paulo Belote/TV Globo/Divulgação
Cinco divertidas estrelas da Globo vão ser os líderes das cinco décadas Foto: Paulo Belote / TV Globo/Divulgação
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacaohsc@somosnsc.com.br

Por Flávia Requião*

Diz aí! Você é da década de 1960, 70, 80, 90, ou dos anos 2000? E, volta e meia, sente uma saudade dos bons tempos – daqueles que não voltam “nunca” mais? Estreia hoje Os Melhores Anos das Nossas Vidas (NSC TV, 23h), um game show que vai te convidar para uma verdadeira viagem pelo túnel do tempo. Sob o comando do programa, Lázaro Ramos, mais uma vez sendo desafiado na função de apresentador depois de Lazinho com Você.

– É a oportunidade de lembrar músicas, atitudes, comportamentos, vestuários e notícias que aconteceram nestas épocas, vendo como isto se reflete na gente, hoje, e sempre com um tom meio saudosista – define Lázaro na coletiva de imprensa da atração, no dia 3, na Confeitaria Colombo, no Rio de Janeiro. 

COMO SERÁ

Cinco divertidas estrelas da Globo vão ser os líderes das cinco décadas: Marcos Veras (60), Marco Luque (70), Lúcio Mauro Filho (80), Ingrid Guimarães (90) e a apresentadora Rafa Brites (2000). 

– Gente, reativei o meu piercing no umbigo que é do início dos anos 2000! – contou Rafa, disposta a ganhar a briga.

Juliana Paes seria líder de uma das décadas, mas precisou abrir mão do projeto depois de descobrir dois cistos em suas cordas vocais e ser obrigada a fazer repouso. A cada semana, duas épocas se enfrentam e encaram a avaliação de uma plateia isenta, que não viveu nenhum destes períodos: 100 jovens, de 18 a 20 anos, de universidades públicas e privadas do Rio e de outros Estados, votam ao longo do programa para eleger que década eles gostariam de ter vivido.

Lázaro Ramos no novo programa Os Melhores Anos das Nossas Vidas.
Comando do programa é de Lázaro RamosFoto: Paulo Belote / TV Globo/Divulgação

– A gente tem a opinião de jovens de 18 a 20 anos, que não viveram nada do que a gente está contando, e a plateia de mais de 20 anos, que tem reações impressionantes. Entra a Wanderléa, a plateia de trás vibra e contagia os jovens. Entra Vanessa da Mata, os jovens vibram e contaminam quem está atrás. É muito legal assistir à reação das pessoas. Acho que o programa vai ser uma boa companhia às quintas-feiras – diz o apresentador.

No total, são 300 pessoas. Além dos 100 jovens de 18 a 20 anos, que têm poder de voto e ficam com o celular em mãos, o restante da plateia, de diferentes idades e gerações, fica na arquibancada. 

AULA DE HISTÓRIA 

Todas as décadas se enfrentam em algum momento até chegar à grande final entre duas delas. O prêmio? Não tem – apenas a satisfação de se sagrar vencedor. 

– É um espírito de festa, de brincadeira, com uma competição supersaudável para levar informação de forma divertida ao telespectador – explica a dinâmica o diretor-geral Bernardo Portugal.

Paulo Ricardo na estreia do programa Os Melhores Anos das Nossas Vidas.
Paulo Ricardo ilustra a década de 1980Foto: Paulo Belote / TV Globo/Divulgação

E, neste clima, os líderes dançam, cantam, rebolam e apelam, claro, para a memória afetiva. Vale tudo para conseguir os votos da garotada.

– Usam golpe baixo direto como dizer que vai seguir a plateia nas redes sociais – entrega Lázaro, aos risos.

– Cada um usa as armas que tem – rebate Ingrid, apontada pelos colegas como a que mais apela com a plateia. 

Tudo na maior pegação de pé.

– Você só não defende a sua década como dá uma detonadinha na do outro. Mas eu fiquei com quase inveja do Lucinho porque também vivi os anos 80. Poxa, eu amava o RPM! A memória é muito falha no nosso país. É muito interessante este resgate do programa – avalia Ingrid.

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

Direto do túnel do tempo, Os Melhores Anos das Nossas Vidas relembrará as músicas, os filmes, a moda e os fatos marcantes daquele período. Entre os musicais, sobem ao palco as estrelas do The Voice Brasil, incluindo o cantor Léo Pain, vencedor da última edição, em participação prevista para o dia 1º de novembro. Léo deve compor o time da década de 90 contra o do os anos 70. 

– Tem uma química que funciona muito. Com Marco, faço Escolinha (do Professor Raimundo). Eu e Ingrid fizemos Chapa Quente, nos conhecemos desde os dois anos de idade. Com Lázaro, fiz Sexo Frágil, tanta coisa... Namoramos um tempo (risos). Com Marquinhos Veras, já fiz cinema. E eu Rafa Brites apresentamos até leilão juntos – brinca Lúcio Mauro Filho, líder de uma das décadas mais amadas no universo da cultura pop.

O programa é um formato da Endemol. E já foi exibido em diversos países com o mesmo nome.

*Jornalista viajou ao Rio de Janeiro a convite da Globo.

Leia também:

Rodrigo Hilbert mostra dotes de ferreiro: "Sempre busco descobrir coisas novas"

Horóscopo: confira a previsão para cada signo

Falando de Sexo: qual é a diferença entre orgasmo e ejaculação?

As notícias da Grande Florianópolis

 
Hora de Santa Catarina
Busca