Chapecoense sai duas vezes na frente mas cede empate  - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

1 PONTO18/09/2016 | 17h57Atualizada em 18/09/2016 | 20h23

Chapecoense sai duas vezes na frente mas cede empate 

Com três desfalques, defesa voltou a falhar contra a Ponte Preta

Chapecoense sai duas vezes na frente mas cede empate  Sirli Freitas/Especial
Foto: Sirli Freitas / Especial
darci debona

A defesa da Chapecoense voltou a falhar e o time catarinense acabou cedendo o empate por 2 a 2 diante da Ponte Preta, neste domingo, na Arena Condá, depois de estar duas vezes em vantagem. Mesmo assim soma mais um ponto na briga contra o rebaixamento, chegando a 38.

Veja mais notícias sobre a Chapecoense
Confira a tabela da Série A

Desfalcada de três jogadores de defesa – Gimenez, Willian Thiego e Dener – a Chapecoense tentava sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro.

E começou bem a partida com um gol logo aos 11 minutos. Kempes lançou Tiaguinho que ganhou na velocidade de Douglas Grolli, tirou o zagueiro, dividiu com o goleiro e a bola foi para dentro do gol. Na comemoração ele se ajoelhou, ergueu as mãos para o céu e depois agradeceu Kempes pelo passe.

A Chapecoense conduzia o jogo de forma tranquila, controlando o meio. Mas aos 33 minutos, num cruzamento na área, a defesa deixou Fábio Ferreira livre para empatar, de cabeça.

O gol não abalou o time da casa que foi para cima novamente em busca da vitória.

Cleber Santana cobrou falta na área, Rafael Lima desviou a bola para a rede mas a arbitragem marcou impedimento.

Aos 43 minutos Filipe Machado lançou Tiaguinho que novamente ganhou na velocidade de Grolli, ex-jogador da Chapecoense, e bateu no canto: 2 a 1 para a Chapecoense.

Mas, se Tiaguinho fazia lá na frente, lá atrás as coisas não iam bem.

No início do segundo tempo outro ex-jogador da Chapecoense, Roger, aproveitou cobrança de escanteio e empatou a partida.

Logo após o gol a Ponte Preta seguiu melhor e só não fez o terceiro em virtude de duas boas defesas de Danilo.

Aos poucos a Chapecoense retomou a iniciativa mas sem força suficiente para  vencer a partida.

Amanhã o time viaja para Florianópolis. Só vai a Buenos Aires na terça-feira, onde enfrenta o Independiente, na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE (2)
Danilo, Gil, Rafael Lima, Filipe Machado e Sérgio Manoel; Josimar (Rafael Bastos), Matheus Biteco, Cleber Santana e Arthur Maia (Lourency); Tiaguinho e Kempes (Bruno Rangel).
Técnico: Caio Jr.

PONTE PRETA (2)
Aranha, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus, Wendel (Elton) e Clayson (Jeferson); William Pottker (Wellington Paulista) e Roger.
Técnico: Eduardo Batista.

Gols: Tiaguinho (C), aos 11 minutos e aos 43 do primeiro tempo. Fábio Ferreira (PP), aos 33 do primeiro tempo. Roger (PP), aos 10 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Josimar (C)
Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Michael Correia e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ).
Local: Arena Condá, em Chapecó
Público: 2.709
Renda: R$ 29.065


 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros