Com quatro catarinenses na Seleção brasileira, começa neste domingo Mundial de Futsal da FIFA  - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

BOLA PESADA09/09/2016 | 08h04Atualizada em 09/09/2016 | 08h04

Com quatro catarinenses na Seleção brasileira, começa neste domingo Mundial de Futsal da FIFA 

Dyego e Bateria eram amigos de infância na pequena cidade de Palmitos, no oeste de SC; hoje jogam no Barcelona e vão defender as cores do Brasil na Colômbia sendo treinados por outros dois catarinenses

Com quatro catarinenses na Seleção brasileira, começa neste domingo Mundial de Futsal da FIFA  Divulgação/FCB
Dyego (E) e Bateria querem trazer mais um título do Brasil para Santa Catarina Foto: Divulgação / FCB

Atual campeão Mundial, o Brasil é sem dúvidas a principal potência no futebol de salão do planeta. Vai em busca do oitavo título, ou o sexto desde que a FIFA assumiu a organização. E se tem um estado que desponta nessa potência é Santa Catarina. Na Copa do Mundo de Futebol de Salão, que começa neste sábado na Colômbia, são quatro barrigas verdes. O primeiro desafio deles é contra a Ucrânia, às 20h deste domingo.

Estarão representando o Estado o técnico Serginho Schiochet, de Piratuba, o auxiliar Marcos Sorato, o Pipoca, de Criciúma, além dos alas Dyego e Bateria, criados em Palmitos, cidade de 16 mil habitantes do Oeste Catarinense. A lista poderia ser maior se fôssemos contar o jogador Xuxa, que defende o Joinville. Mas o atleta é natural de Sorocaba (SP).

Dione Veroneze, hoje com 25 anos, ganhou o apelido de bateria porque o pai dele tinha uma loja de baterias de carro. Ele e Dyego são amigos de infância e desde os 5 anos já tinham o sonho de serem jogadores.

— Perto da minha casa tinha um matagal e ninguém fazia nada lá. Agente viu que tinha um espaço bacana pra fazer um campinho. Resolvemos ir lá limpar, construímos duas traves de madeira, a rede era com saco de batata e ali a gente jogava todo o dia. Normalmente eu e o Dyego jogávamos no mesmo time — recorda o atleta.

Os dois trilharam uma história paralela e cheia de coincidências.Saíram de casa no mesmo ano e para o mesmo time, a AABB de Chapecó. Depois foram para clubes diferentes pelo interior e foram se encontrar de novo do outro lado do mundo: no Barcelona, em 2014. No time catalão, Bateria é dono da camisa 10, fato que sempre lhe traz comparações com o argentino Lionel Messi. Ele e Dyego, 27, vão para a terceira temporada juntos.

— O pessoal pergunta o que tem na água de Palmitos para ter dois jogadores na Copa do Mundo. Mas o trabalho da categoria de base é diferenciado, eu posso falar que por onde eu passei sempre tive todo o apoio de pessoas que nos ajudaram para se preparar da melhor forma possível. Tanto em Chapecó, São Miguel, Joinville. Sem dúvida, Santa Catarina é uma das maiores forças do País.

— Santa Catarina é um celeiro de grandes jogadores em Seleção Brasileira e em clubes, e eu tenho acompanhado isso pelo menos nesses últimos cinco anos. Os clubes sempre olham para o Estado quando procuram um reforço — destaca o treinador Serginho.

Pipoca (de costas) e Serginho: comissão técnica da Seleção é catarinense Foto: Luis Domingues / CBFS

O maior desafio do Brasil certamente é a seleção da Espanha. É a única que venceu a competição da FIFA além do Brasil, com dois títulos. Mas o time de Serginho tem dois atletas que jogam justamente no futebol espanhol e já conhecem o estilo de jogo dos europeus.

— Muitas Seleções estão fortes, mas existem aquelas mais tradicionais como Espanha e Rússia, que sempre chegam muito bem nas competições. Mesmo assim, acho que esta será a Copa do Mundo mais equilibrada de todas, são várias equipes chegando forte, e não podemos nos preocupar apenas com um ou outro adversário — pondera Dyego.

A delegação brasileira está em Bucaramanga, cidade colombiana que fica a 1.200 metros de altura. Felizmente, segundo o técnico Schiochet, não há efeitos da altitude. É lá que acontece a primeira partida contra os ucranianos. O treinador destacou que o clima na região está muito agradável para o esporte.

O assédio à dupla do Barcelona quando Dyego e Bateria visitam Palmitos ainda é pequeno. Poucas pessoas os reconhecem e pedem para tirar uma selfie. Quem sabe com esse título mundial, os dois não sejam recebidos na cidade em um caminhão dos bombeiros, e o pequeno município catarinense seja manchete nacional.

Confira o calendário de jogos do Brasil no Mundial de Futebol

Grupos do Mundial de Futsal:
A:Colômbia, Portugal, Usbequistão, Panamá
B: Tailândia, Rússia, Cuba, Egito
C: Paraguai, Itália, Vietnã, Guatemala
D: Ucrânia, Brasil, Moçambique, Austrália
E: Argentina, Casaquistão, Ilhas Salomão, Costa Rica
F: Irã, Espanha, Marrocos, Azerbaijão

Confira as datas no horário de Brasília das partidas da Seleção
11 de setembro, 20h: Ucrânia X Brasil
14 de setembro, 20h: Austrália X Brasil
17 de setembro, 18h: Brasil X Moçambique

Os jogos serão transmitidos pelos canais SporTV e Bandeirantes.

Convocados

Goleiros: Guitta (Corinthians - SP), Tiago (Magnus - SP) e Gian (Intelli - SP)
Fixos:Rafael Rato (InterMovistar - Espanha), Ari (Dynamo - Rússia) eRodrigo (Magnus - SP)
Alas:Xuxa (Jec/Krona - SC), Bateria (Barcelona - Espanha), Jackson(Intelli - SP), Falcão (Magnus - SP) e Dyego (Barcelona - Espanha)
Pivôs:Jé (Kairat - Cazaquistão), Fernandinho (Dynamo - Rússia) eDieguinho (Sporting - Portugal)

 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros