JEC perde para o Vasco no Rio de Janeiro e técnico Lisca é demitido - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Futebol16/09/2016 | 23h24

JEC perde para o Vasco no Rio de Janeiro e técnico Lisca é demitido

Tricolor chegou ao quinto jogo sem vitória na Série B. Gilmar Dal Pozzo surge como favorito

JEC perde para o Vasco no Rio de Janeiro e técnico Lisca é demitido Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Danrlei (D) falhou no segundo gol do Vasco Foto: Paulo Fernandes / Vasco.com.br

Quem apostava que a reação do JEC na Série B começaria com uma vitória histórica (e inédita) diante do Vasco, em São Januário, se frustrou. Quem está mais cético em relação à esta reação, não chegou a se surpreender. No duelo dos opostos na tabela, o Vasco confirmou o favoritismo e passou pelo Tricolor por 2 a 0.

Os gols saíram na segunda etapa. Júnior Dutra, a um minuto do segundo tempo, e Yago Pikachu, aos 16 minutos, definiram o placar a favor dos cariocas.

O resultado provocou a demissão do técnico Lisca. Em acordo com a diretoria do clube, no fim do jogo, o superintendente Júlio Rondinelli confirmou a saída do treinador. Além de Lisca, deixa o clube toda a comissão técnica. O novo nome deve sair até segunda.

A saída do técnico Lisca abre espaço para um favorito: Gilmar Dal Pozzo.  Era ele o técnico preferido do presidente Jony Stassun antes da chegada de Lisca. Ele até foi procurado, mas naquele momento fazia boa campanha no Paysandu. No entanto, agora ele está desempregado. Tem outros trunfos: conhece o mercado catarinense – especialmente o Joinville – e a Série B, pois trabalhou no Paysandu.

Leia mais notícias sobre o JEC

Agora, restam apenas 12 rodadas para o fim do campeonato e é neste período que o novo treinador precisará trabalhar. O Joinville, com novo técnico, tentará reagir na próxima sexta-feira, às 20h30, quando recebe o Avaí, na Arena Joinville.

Veja a tabela da Série B

O primeiro tempo não teve grandes emoções. Na verdade, o que mais chamou a atenção foi a escalação do Joinville — com três zagueiros, três laterais, dois volante e apenas dois atacantes.

Em campo, Fabiano Eller atuou como um lateral-esquerdo, Fernandinho e Everton Silva como pontas pela esquerda e direita, respectivamente, e os volantes por dentro.

Confuso, o Vasco teve dificuldades para furar o bloqueio das duas linhas de quatro do JEC. No entanto, conseguiu criar duas boas oportunidades. Aos sete minutos, Nenê, marcado por dois jogadores, encontrou Douglas. Ele ganhou de cabeça de Fernandinho e colocou Pikachu na cara do gol para marcar, mas ele desperdiçou.

Aos 39, Nenê cobrou escanteio e Marcelo Mattos cabeceou por cima. A resposta do JEC veio numa cobrança ensaiada de falta. Fernandinho encontrou Bertotto, que chutou cruzado, à esquerda de Martín Silva.

No segundo tempo, o Vasco resolveu o duelo em duas bobeiras da defesa do JEC. Na primeira, logo no começo da etapa final, Andrezinho cobrou escanteio e Júnior Dutra subiu mais do que Fabiano Eller para marcar de cabeça.

Aos 25, o JEC até poderia ter descontado. Marcelo Mattos recuou errado e Claudinho, ficou com a bola. Em vez de finalizar, ele preferiu o passe e perdeu a chance do gol.

Após isso, o Vasco apenas administrou o placar enquanto o Joinville tentava, sem inspiração.

A NOTÍCIA

 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros