NFL para iniciantes e iniciados: temporada começa nesta quinta - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Bola oval08/09/2016 | 08h02Atualizada em 08/09/2016 | 08h02

NFL para iniciantes e iniciados: temporada começa nesta quinta

Liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos tem jogo de abertura com reedição do último Super Bowl

NFL para iniciantes e iniciados: temporada começa nesta quinta Maddie Meyer/Getty Images/AFP
Broncos e Panthers reeditam o Super Bowl 50 na abertura da temporada 2016 Foto: Maddie Meyer / Getty Images/AFP

Há uma explosão em nível nacional no interesse pelo futebol americano. De país que apenas contestava a brutalidade do jogo, o Brasil passou a ser o maior mercado consumidor da NFL fora da América do Norte. E, hoje à noite, a liga profissional dos Estados Unidos tem o seu pontapé inicial com a reedição da última decisão, entre Denver Broncos e Carolina Panthers. Os outros 15 jogos da primeira rodada ocorrem entre domingo e segunda.

O crescimento proporcionou a separação dos fãs em dois tipos de público: os antigos, que já acompanham há muitos anos, entendem a lógica do esporte e buscam informações mais complexas; e os novos, que ainda se preocupam em conhecer as regras básicas para entender o que acontece na TV ligada à sua frente.

Leia mais:

Por que a popularidade do futebol americano cresceu nos últimos anos
Wendell Ferreira: como o futebol americano influenciou o ouro do vôlei
Confira tudo sobre a NFL no blog Prime Time

PARA INICIANTES

Como funciona o jogo
O futebol americano é um jogo de ganho de território. O ataque tem quatro tentativas para conquistar 10 jardas. Se conseguir, ganha uma nova série de quatro tentativas. Caso contrário, devolve a bola ao adversário. O time que chegar à zona final (end zone) marca o touchdown, objetivo principal — que vale seis pontos e dá a chance para um chute de ponto extra ou conversão de dois pontos ao fazer um minitouchdown.

Há outras formas de pontuação comuns, como o field goal (três pontos) e o safety (dois pontos).

Jogo? Que jogo?
O Jacksonville Jaguars está longe de ser um dos protagonistas da NFL. Mas seu estádio, sim. Com direito a duas piscinas e uma tirolesa, o EverBank Field é um dos estádios em que o jogo é apenas mais uma das atrações.

Em 19 meses, o Gator Bowl foi demolido e, no mesmo local, construído um estádio completamente novo para, em meados de 1995, o Jaguars já estar mandando seus jogos da temporada regular. Dez anos mais tarde, em 2005, foi sede do Super Bowl 39, quando mais de 82 mil pessoas viram o Patriots se consagrar campeão.

O mais caro
Duas das maiores equipes do futebol americano mandam seus jogos no MetLife Stadium, o mais caro estádio da NFL. O Jets, que não consegue emplacar campanhas expressivas ultimamente; e o Giants, com quatro anéis de Super Bowl. Com gastos que chegaram a US$ 1,6 bilhão, o estádio foi construído em 2007 e hoje tem capacidade para 82.566 pessoas. Sediou o Super Bowl 48, vencido pelo Seattle Seahawks no massacre aplicado sobre o Denver Broncos.

O retorno a Los Angeles
Apesar de ser a segunda maior metrópole dos Estados Unidos, Los Angeles não tinha um time disputando a NFL desde a temporada 1994. A longa espera, agora, acabou. O Rams saiu de St. Louis e voltou para a cidade na qual mandou seus jogos durante 48 anos. Até 2019, quando seu novo estádio ficar pronto, jogará no antigo Memorial Coliseum. O estádio, inaugurado em maio de 1923, já sediou dois Jogos Olímpicos e tem capacidade para mais de 93 mil pessoas.

Curiosidades
— Nunca houve um tricampeão do Super Bowl
— Cada jogador campeão leva um prêmio de US$ 97 mil (cerca de R$ 310 mil)
— Dos 10 programas de maior audiência na história dos EUA, nove são decisões de NFL
— Aproximadamente 700 mil bolas ovais são produzidas anualmente para o uso na liga
— Apenas quatro equipes da NFL jamais chegaram a uma final na era do Super Bowl
— Jamais algum time disputou o Super Bowl no seu estádio
— A média de idade das cheerleaders da NFL é de 25 anos, e elas recebem de 50 a 75 dólares por partida. Chicago Bears, Cleveland Browns, Detroit Lions, New York Giants, Pittsburgh Steelers e Green Bay Packers são as equipes que não contratam as animadoras
— A última partida que terminou sem que nenhuma equipe pontuasse foi entre Detroit Lions e New York Giants, em 1943.

Cinco maiores audiências do Super Bowl:
49 — New England Patriots x Seattle Seahawks — 114,4 milhões
48 — Seattle Seahawks x Denver Broncos — 112,2 milhões
50 — Denver Broncos x Carolina Panthers — 111,9 milhões
46 — New York Giants x New England Patriots — 111,3 milhões
45 — Green Bay Packers x Pittsburgh Steelers — 111 milhões

Como é o chaveamento e o campeonato

Os 32 times da NFL são sempre os mesmos — não há rebaixamento ou segunda divisão.

As equipes são divididas em duas conferências — Nacional e Americana —, com 16 em cada. Estas 16 equipes são distribuídas em quatro divisões — Norte, Sul, Leste e Oeste. Vão para os playoffs o campeão de cada divisão e os dois outros times de melhor campanha em cada conferência — são 12 times na pós-temporada ao total. Nos playoffs, há um mata-mata em jogos únicos para definir o time que representará cada conferência no Super Bowl.

Onde acompanhar

Os jogos têm transmissão pela ESPN (TV por assinatura) e pelo Esporte Interativo (TV aberta) para o Brasil. Além disso, os fãs também podem comprar o pacote Game Pass no site da NFL para acompanhar todos os jogos ou apenas os jogos do seu time pela internet.

PARA INICIADOS

Maiores vencedores

Da NFL (somada a era pré-Super Bowl):
Green Bay Packers — 13
Chicago Bears — 9
New York Giants — 8

Do Super Bowl
Pittsburgh Steelers — 6
Dallas Cowboys — 5
San Francisco 49ers — 5

O Super Bowl
O Super Bowl é o maior evento esportivo anual dos Estados Unidos. A audiência da última edição, entre Denver Broncos e Carolina Panthers, foi de 111,9 milhões de pessoas apenas no país — e não quebrou o recorde, que ainda pertence ao Super Bowl 49, entre New England Patriots e Seattle Seahawks, com 114,4 milhões de telespectadores.

Os favoritos

Antony Curti, comentarista dos canais ESPN
Gosto mais das chances da Conferência Nacional neste ano. Até porque os dois finalistas da Conferência Americana do ano passado têm problemas — Brady suspenso no Patriots, e Broncos com quarterback inexperiente.
O Arizona Cardinals é um time forte em todos os lados da bola e agora volta a ter Carson Palmer, seu quarterback, saudável — bem como Tyrann Mathieu, um dos melhores defensores da NFL. O Packers tem o calendário mais fraco da liga e volta a ter jogadores que se machucaram ano passado. E o Seahawks é o melhor time no papel — com exceção, talvez, da sua linha ofensiva.

Pedro de Campos Pinto, comentarista do Esporte Interativo
Para a temporada 2016, algumas franquias conseguiram não só manter o elenco de 2015, mas tiveram o retorno de algumas peças cruciais para que possam ter sucesso. É o caso do Carolina Panthers e do Green Bay Packers, que terão o retorno de Kelvin Benjamin e Jordy Nelson, respectivamente. Eu vejo estas duas franquias como as principais na NFC na disputa pelo Super Bowl. A terceira potência na minha visão é o Pittsburgh Steelers, da Conferência Americana. Mesmo com a suspensão de Martavis Bryant por toda a temporada e de Le'Veon Bell por três partidas, a equipe vem forte em 2016.

As zebras

Antony Curti, comentarista dos canais ESPN
A NFL é muito equilibrada e é sempre divertido apontar zebras. Quando costumo procurar por uma, geralmente aponto para times jovens com talento. Só precisam encaixar.
Enquanto meus favoritos estão na NFC, as zebras estão na AFC. O Oakland Raiders e o Jacksonville Jaguars, mesmo sendo de mercados consumidores pequenos, têm times jovens e talentosos — ambos podem aprontar neste ano.

Pedro de Campos Pinto, comentarista do Esporte Interativo
O Atlanta Falcons deve ter um ataque poderoso este ano, além de um potencial de melhora na defesa que pode tornar esta equipe bastante perigosa. O New York Giants tem o retorno de Victor Cruz e a chegada de Sterling Shepard por meio do draft. Com um ataque aéreo poderoso, pode vencer jogos suficientes para levar a divisão Leste da NFC. E nós já sabemos o sucesso que o Giants costuma ter nos playoffs. Por último, o Houston Texans. Uma das melhores defesas da liga, vem com o ataque reformulado em 2016 e, se conseguir desempenho mediano, deve levar a divisão Sul da AFC e ser um sério candidado ao Super Bowl.

Jogadores mais bem pagos (impacto salarial em 2016)
1. Drew Brees (New Orleans Saints) — US$ 30 milhões
2. Eli Manning (New York Giants) — US$ 24,2 milhões
3. Ben Roethlisberger (Pittsburgh Steelers) — US$ 23,95 milhões
4. Matt Ryan (Atlanta Falcons) — US$ 23,75 milhões
5. Joe Flacco (Baltimore Ravens) — US$ 22,55 milhões
6. Matthew Stafford (Detroit Lions) — US$ 22,5 milhões
7. Philip Rivers (San Diego Chargers) — US$ 21 milhões
8. Tony Romo (Dallas Cowboys) — US$ 20,84 milhões
9. Carson Palmer (Arizona Cardinals) — US$ 20,13 milhões
10. Kirk Cousins (Washington Redskins) — US$ 19,95 milhões

Calendário da semana 1

Quinta-feira, 8/9
21h30min Denver Broncos x Carolina Panthers (ESPN e Esporte Interativo)

Domingo, 11/9
14h Atlanta Falcons x Tampa Bay Buccaneers
14h Tennessee Titans x Minnesota Vikings
14h Philadelphia Eagles x Cleveland Browns
14h New York Jets x Cincinnati Bengals (ESPN+)
14h New Orleans Saints x Oakland Raiders
14h Kansas City Chiefs x San Diego Chargers (ESPN)
14h Baltimore Ravens x Buffalo Bills
14h Houston Texans x Chicago Bears
14h Jacksonville Jaguars x Green Bay Packers (Esporte Interativo)
17h5min Seattle Seahawks x Miami Dolphins
17h25min Dallas Cowboys x New York Giants (ESPN+)
17h25min Indianapolis Colts x Detroit Lions
21h30min Arizona Cardinals x New England Patriots (ESPN e Esporte Interativo)

Segunda-feira, 12/9
20h10min Washington Redskins x Pittsburgh Steelers (ESPN)
23h20min San Francisco 49ers x Los Angeles Rams (ESPN)

*Colaborou Eduardo Castilhos

*ZHESPORTES


 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros