Seleção vence a Colômbia e entra na zona de classificação direta para a Copa do Mundo - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Eliminatórias06/09/2016 | 23h41Atualizada em 07/09/2016 | 11h49

Seleção vence a Colômbia e entra na zona de classificação direta para a Copa do Mundo

Miranda e Neymar fizeram os gols brasileiros em Manaus

Seleção vence a Colômbia e entra na zona de classificação direta para a Copa do Mundo Pedro Martins/MoWA Press
Foto: Pedro Martins / MoWA Press
Luís Henrique Benfica
Luís Henrique Benfica

luis.benfica@zerohora.com.br

É de se perguntar porque Tite demorou tanto tempo para assumir a Seleção Brasileira. A vitória por 2 a 1 contra a forte Colômbia, na noite desta terça-feira, em Manaus, mostrou, de novo, que faltava um comando mais qualificado para que as individualidades brilhassem. Com o resultado, o time supera a Argentina no saldo e já se aproxima da liderança.

Durante a maior parte do primeiro tempo, a atuação brasileira foi ainda melhor do que havia sido na estreia de Tite. Encantados, os torcedores viam a equipe evoluir com leveza pelos dois lados do campo, com um entendimento muito maior do que se poderia esperar para tão pouco tempo de treinamento. Tanta qualidade resultou em um gol muito cedo. A um minuto, Neymar bateu escanteio da esquerda, Miranda pulou antes de Óscar Murillo e marcou de cabeça. A noite começava bem.

Leia mais:
Confira a tabela de classificação das Eliminatórias
Alisson valoriza dificuldades da Seleção contra a Colômbia: "É assim que se forma um grupo vencedor"
Cotação ZH: Neymar é o destaque da Seleção contra o Colômbia

Como Tite havia exigido, o Brasil formava triângulos pela esquerda, com Marcelo, Renato Augusto e Neymar, e pela direita, com Daniel Alves, Paulinho e Willian. Praticamente não havia espaços em branco. De novo o nome da partida, Neymar usava com maestria a faixa esquerda do gramado, bem como faz no Barcelona. Sempre com o luxuoso auxílio de Marcelo. Aos 13, errou a cobrança de uma falta que ele mesmo havia sofrido de Sánchez. Instantes depois, sofreu a primeira falta violenta, que rendeu cartão amarelo ao lateral-direito Medina.

A Colômbia parecia engessada. Muito porque James Rodríguez era vigiado de perto por Casemiro e não conseguia aproximar-se de Bacca e Muriel para as tabelas. Aos 20 minutos, Marcelo livrou-se de dois marcadores com um giro de corpo, mas chutou sem direção. O primeiro erro defensivo do Brasil, cometido por Casemiro, a 25 minutos, proporcionou uma rápida tabela entre James Rodríguez e Bacca, mas Marquinhos interceptou. Encantada, a torcida aplaudiu Neymar até na furada em bola que ele deu aos 28 minutos, em tabela com Gabriel Jesus.

Leia mais:
Leonardo Oliveira: a Seleção Brasileira tem assinatura de Tite
Diogo Olivier: Brasil já é outro com Adenor Bachi
Wianey Carlet: com Tite, Neymar parece ser outro jogador

A pressão continuava e sugeria uma vitória ainda mais fácil. Aos 29 minutos, Ospina salvou no canto esquerdo chute de Renato Augusto. A 31, a jogada envolvente entre Marcelo e Gabriel Jesus terminou em conclusão de Neymar, que Ospina defendeu com dificuldade. Até que, aos 35 minutos, o inesperado aconteceu. Depois de sofrer falta de Casemiro, James Rodríguez ergueu para a área e Marquinhos, atrapalhado por Sánchez, cabeceou na direção errada e marcou contra.

Não fosse outra defesa salvadora de Ospina, em chute violento de Neymar, a 37 minutos, em jogada preparada por Gabriel Jesus, a vantagem seria retomada ainda no primeiro tempo e o jogo teria contornos menos dramáticos. Aos 46, Neymar atingiu com as duas pernas o zagueiro Jeison Murillo e, por sorte, recebeu apenas o cartão amarelo.

Também havia emoção reservada para a segunda etapa. Já a quatro minutos, lançado por Neymar, Paulinho, já dentro da área, demorou demais para chutar e permitiu que a defesa afastasse. A resposta veio no chute rasteiro de Muriel, que atingiu a parte externa da rede. O Brasil voltou a assustar no passe de Willian, em que Renato Augustou atrapalhou-se no instante do chute.

Leia mais:
Em casa, Chile fica no empate sem gols com a Bolívia 

Com show de Suárez e Cavani, Uruguai goleia o Paraguai
Venezuela abre 2 a 0, mas cede empate à Argentina

A essa altura, já com Cuadrado, a Colômbia controlava melhor o ímpeto do Brasil. Mesmo assediada, não abria espaços, o que levou Tite a trocar Willian por Philippe Coutinho e Paulinho por Giuliano, em busca do lance individual. A pressão deu certo e resultou no gol da vitória. Após fazer parte da intermediária, Philippe Coutinho avançou e serviu a Neymar, que acertou um chute cruzado, rasteiro. Ainda haveria novas oportunidades desperdiçadas por Neymar e Coutinho. Mas a festa já estava garantida.

*ZHESPORTES


 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros