Marquinhos Santos, do Figueirense: "É hora da vergonha na cara" - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Entrevista11/10/2016 | 14h31Atualizada em 11/10/2016 | 15h20

Marquinhos Santos, do Figueirense: "É hora da vergonha na cara"

Treinador fala ainda em "momento de arriscar" e de "manter o equilíbrio" para o duelo com o Coritiba, nesta quarta-feira, no Couto Pereira


A entrevista coletiva de Marquinhos Santos foi longa, com mais de 15 minutos, hoje pela manhã no Estádio Orlando Scarpelli, registrada pelo repórter da CBN Diário, Fabiano Linhares.

Foto: Facebook / Reprodução

Foram algumas frases de impacto, além das informações de rotina, que sempre interessam ao torcedor, como por exemplo, o fato de que Élvis (ainda se recuperando de pancada no nariz), apesar de ter participado do treinamento, é ainda dúvida para o duelo desta quarta-feira, contra o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, às 19h30min.

Marquinhos quer um time ousado, mas sem desespero:

— Sempre gosto de ter uma equipe equilibrada, mas a posição na tabela não nos permite jogar sem riscos, se todos os jogos do Figueirense terminassem empatados não seria o suficiente para nós. Chegou a hora em que temos de arriscar, a conquista de um ponto já não é mais os suficiente — afirmou o treinador

— Só temos uma vitória fora de casa, contra o Santos, é muito pouco, por este motivo precisamos melhorar esta estatística, o que faz do próximo confronto muito importante para tentarmos mudar nosso quadro no campeonato — avalia Marquinhos.

Sobre a receita do que fazer de diferente, Marquinhos prefere repetir o mantra de que é preciso trabalhar muito o time:

— Estive reunido exaustivamente com o analista de desempenho, montando vídeo, estudando, quando estive em situação semelhante com o Coritiba, somente a união, o trabalho e a perseverança foram os ingredientes que fizeram com que ficássemos na primeira divisão. 

Sobre a torcida do Figueira, só elogios:

— A responsabilidade é de todos nós, menos do torcedor. Quando chamamos a torcida, quando houve a necessidade, a torcida se fez presente. Ver crianças saindo chateadas coma derrota machuca muito. É a hora para termos vergonha na cara.

Veja o que diz a matemática do Figueirese: chance superior a 70% de cair
Confira a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro



 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros