Após rebaixamento, sete jogadores são dispensados do Figueirense - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Reformulação23/11/2016 | 20h11Atualizada em 23/11/2016 | 20h11

Após rebaixamento, sete jogadores são dispensados do Figueirense

Ideia do clube é observar melhor os atletas da base

Após rebaixamento, sete jogadores são dispensados do Figueirense Luiz Henrique/FFC
Rafael Silva foi um dos dispensados pelo Figueira Foto: Luiz Henrique / FFC

O rebaixamento para a Série B do Brasileiro começou a ter consequências no Figueirense. Depois de garantir a permanência do técnico Marquinhos Santos, o superintendente de Esportes do Alvinegro, Léo Franco, anunciou a dispensa de sete jogadores. Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, Franco revelou que Ayrton, Pará, Elvis, Rafael Silva, Maurides, Diego Torres e Rodrigo Biro não está nos planos para o restante da temporada. Segundo o dirigente, essa será uma oportunidade para observar melhor os atletas em formação do grupo.

- Desses, o Pará e o Rafael Silva são emprestados. A gente está liberando das atividades, mas precisa acertar os valores do fim de contrato. Quem vinha jogando com frequência era o Ayrton, mas a gente tem a oportunidade de ver jogadores de formação. A gente está dando andamento a algo que seria feito daqui 10 dias mais ou menos. A gente iniciou um ajuste de elenco. O Marquinhos pretende ver alguns atletas que hoje integram o departamento de formação. Temos dois jogos, e a responsabilidade de respeitar a camisa do clube e fazer dois bons jogos - explicou Léo Franco.

O superintendente de Esportes explicou também como fica a situação de Rafael Moura, principal contratação do clube na temporada, e também de Dodô. Os dois vieram por empréstimo junto ao Atlético-MG na negociação envolvendo o atacante Clayton.

- O Rafael continua trabalhando conosco. A gente não conversou com ele. O Dodô é uma atleta que não jogou nas últimas partidas em razão de uma lesão. Ele retorna agora. Contratualmente, ele pertence ao Atlético. Se ao final não tiver acordo para a continuidade, ele tem que estar apto para a atividade.

Apesar da queda para a Segundona, um jogador do Figueira se destacou e pode receber uma proposta mais elaborada: o goleiro Gatito Fernández. Segundo Franco, nem o arqueiro e nenhum outro atleta foram sondados.

- Para mim, não apareceu nenhuma proposta por nenhum jogador do Figueirense. De concreto hoje, não tem nada. O Gatito fez uma excelente competição. O contrato dele encerra agora no fim do ano. é um atleta interessante, que a gente conta. É o nosso desejo. Mas vai depender também do desejo dele. Como é um atleta livre, tem uma boa margem de negociação - completou.

De acordo com o dirigente, o elenco do Figueirense atualmente é composto por 34 atletas e a tendência é que tenham mais cortes.

- Não tenho o número exato de quanto será a mudança. Deve ser de 40% a 50%. Vai depender das conversas da comissão e com o departamento de formação - finalizou. 

Leia mais:
Zagueiro do Figueirense desabafa após queda: "Não posso aceitar hipocrisia"
Números desafiam o trabalho do treinador do Figueirense
Rafael Moura se manifesta sobre rebaixamento do Figueirense: "Não queria acreditar no que tinha acontecido"
Dirigente confirma a permanência de Marquinhos Santos como técnico do Figueirense em 2017

Confira a tabela da Série A
Leia mais notícias sobre o Figueirense

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros