Claudinei Oliveira aguarda término da Série B para negociar renovação com o Avaí - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Futuro em aberto23/11/2016 | 07h29Atualizada em 23/11/2016 | 07h30

Claudinei Oliveira aguarda término da Série B para negociar renovação com o Avaí

Presidente do clube já indicou vontade de permanecer com o treinador

Claudinei Oliveira aguarda término da Série B para negociar renovação com o Avaí Marco Favero/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Quando chegou ao Avaí, em agosto deste ano, o técnico Claudinei Oliveira tinha a missão de resgatar um time que estava mal das pernas na Série B do Brasileiro, com um histórico de luta contra o rebaixamento no Campeonato Catarinense. Uma equipe desacreditada e que não respondeu ao trabalho de seu antecessor, Silas. O profissional, que começou a carreira nas categorias de base do Santos, chegou, engatou uma sequência de resultados positivos, que culminou com o acesso antecipado à Série A de 2017.

Os números provam o bom trabalho de Claudinei no Leão: em 16 jogos, foram 12 vitórias, três empates e apenas uma derrota. O aproveitamento ainda pode melhorar, se o time azurra vencer o Brasil de Pelotas no último jogo da Segundona, sábado, às 17h30min, na Ressacada.

Diante de uma campanha tão positiva, a pergunta do momento é: Claudinei fica no Avaí para a próxima temporada? O presidente Francisco Battistotti demonstrou interesse em renovar com o treinador. Em entrevista ao DC, disse ter receio de que algum time grande faça alguma proposta financeira que o Avaí não tenha como pagar. Segundo Claudinei, ainda não houve uma conversa definitiva sobre a sua renovação, o que deve acontecer depois do jogo de sábado. No programa Debate Diário, da CBN, de segunda-feira, o treinador disse que ainda não recebeu outras propostas.

- Eu vim trabalhar no Avaí por um salário bem menor do que eu estava acostumado a trabalhar. E não fiz um favor para o Avaí, não. Foi uma oportunidade que vi e foi bom para mim e bom para o Avaí. O que pode me tirar do Avaí é a gente sentar para conversar e não ser bom para mim e não ser bom para o Avaí, como qualquer negociação. A gente tem que conversar e tentar chegar a um denominador comum. Não tenho nenhuma proposta, não conversei com nenhum clube. Depois a gente vai conversar o que vem pela frente, não tem nada conversado ainda - contou Claudinei.

Em outro trecho da entrevista, o treinador do Leão também falou sobre o que pensa sobre o futuro do elenco do time e o tipo de peças que devem chegar para compor o grupo. Garantiu que já existe um plano traçado, independentemente dele ficar ou não no clube de Florianópolis.

- A gente já tem o mapeamento do elenco. Tem algumas decisões que a gente já tomou. Sou funcionário do Avaí até 31 de dezembro. Seu eu ficar ou não, eu tenho que deixar tudo pronto para quem vier. A coisa tem que estar planejada. A gente tem que trazer mais jogadores decisivos, mais jogadores que possam fazer os gols. Precisamos qualificar nesse sentido. Infelizmente tem que tomar decisões. Se fosse pelo coração, ficava todo mundo, mas temos que ver caso a caso.

Leia mais notícias do Avaí
Após acesso, presidente do Avaí quer ser campeão do Estadual
Renda de Avaí X Brasil irá para família de Renanzinho

Vídeo: resumão de imagens do acesso à Série A

Clique na imagem abaixo e acesse o especial do Avaí

Foto: Arte / DC


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros