Temer se solidariza com tragédia na Colômbia: "Foi um fato tristíssimo" - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Nota oficial29/11/2016 | 08h33Atualizada em 29/11/2016 | 14h10

Temer se solidariza com tragédia na Colômbia: "Foi um fato tristíssimo"

Presidente da República decretou luto oficial de três dias

Temer se solidariza com tragédia na Colômbia: "Foi um fato tristíssimo" Reprodução / Twitter/Twitter
Foto: Reprodução / Twitter / Twitter

Após confirmação de 71 mortos na tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira, na Colômbia, o presidente Michel Temer se solidarizou com o desastre aéreo e reiterou que o Planalto irá colocar todos os meios para auxiliar as famílias das vítimas. Durante solenidade no Tribunal de Contas da União, Temer classificou o acidente como "um fato tristíssimo".

— A única coisa que poderíamos fazer, lamentavelmente, além de orar por aqueles que partiram, foi tomar providências no governo federal a fim de dar apoio, especialmente, as famílias que se enlutaram — afirmou o presidente, que decretou luto oficial de três dias no país.

A tragédia mobiliza o governo desde a madrugada desta terça-feira, quando as autoridades brasileiras foram informadas do acidente. Uma sequência de reuniões foi deflagrada em Brasília para viabilizar a assistência aos familiares das vítimas. 

Temer foi informado por assessores sobre a queda da aeronave no início da manhã, quando ainda estava no Palácio do Jaburu. De imediato, determinou que Força Aérea e Itamaraty auxiliem na identificação e no translado dos corpos ao Brasil. Temer falou por telefone com o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, que transmitiu sentimentos de pesar pela tragédia.

Os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Eliseu Padilha (Casa Civil) ficaram a manhã em contato para tratar da operação. Comandante da Aeronáutica, o brigadeiro Nivaldo Rossato define os detalhes da ação. Ao menos duas aeronaves irão à Colômbia e outras duas estão de sobreaviso. Dois C-99 transportarão os familiares das vítimas.

Leia mais:
Veja lista de passageiros do avião da Chapecoense que se acidentou
MAPA: veja o local do acidente com o avião da Chapecoense
Conmebol se manifesta e suspende final da Copa Sul-Americana

Confira a nota oficial do presidente:

"Nesta hora triste que a tragédia se abate sobre dezenas de famílias brasileiras,  expresso minha solidariedade. Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados. O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional", escreveu Temer.

Seis pessoas foram resgatadas, cinco delas sobreviveram: os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Follmann; a aeromoça Ximena Suarez e o narrador da Rádio Oeste de Chapecó Rafael Henzel. Um outro tripulante, com identificação ainda não divulgada, morreu a caminho do hospital.

O avião que transportava a equipe da Chapecoense sofreu um acidente na Colômbia, por volta da 0h30min (horário de Brasília, 21h30min no horário local) desta terça-feira.

O próprio aeroporto confirmou a queda da aeronave, que teria acontecido na localidade de Cerro Gordo no município de La Unión, no departamento de Antioquia. Ainda de acordo com o aeroporto, as equipes de emergência estão no local. O acesso ao local do acidente só pode ser feito por terra devido as condições climáticas.

*ZHESPORTES

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros