"Ele tem reagido muito bem", afirma médica que trata de Alan Ruschel - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Entrevista01/12/2016 | 19h58Atualizada em 01/12/2016 | 20h17

"Ele tem reagido muito bem", afirma médica que trata de Alan Ruschel

Ana María González Martínez, diretora médica da Clínica Somer, no centro de Río Negro, explica nova cirurgia do jogador da Chapecoense

"Ele tem reagido muito bem", afirma médica que trata de Alan Ruschel Guillermo Ossa/EL TIEMPO/REUTERS
Foto: Guillermo Ossa / EL TIEMPO/REUTERS
Rodrigo Lopes - direto de Medellín
Rodrigo Lopes - direto de Medellín

Separado a uma distância de 20 quilômetros do hospital onde o goleiro Jackson Follmann está internado, o também gaúcho Alan Ruschel, lateral da Chapecoense, passa nesta tarde por uma cirurgia na coluna vertebral. 

Ele está na Clínica Somer, no centro de Río Negro, para onde foi levado logo após ter sido um dos primeiros passageiros retirados dos destroços do avião. A diretora médica da instituição, Ana María González Martínez, falou com ZH. 

Leia mais
Torcedor da Chapecoense leva bandeira em homenagem à Colômbia
VÍDEO: índios da aldeia Condá prestam homenagem às vítimas do voo
Diretor cogita Corinthians de verde em tributo à Chapecoense: "Não existe cor"


Leia os principais trechos da conversa:

O jogador precisou passar por uma segunda cirurgia?
Uma segunda intervenção, mas ainda não terminou. Sairá entubado, obviamente, e estamos esperando que, depois disso, já se possa baixar a sedação e, provavelmente, estimulá-lo para que respire naturalmente.

Em algum momento desde o acidente ele recuperou consciência?
Está sempre sedado.

Vocês, médicos, estão otimistas?
Estamos muito otimistas, embora não possamos dizer que tenha saído da zona de perigo. Mas estamos otimistas. Ele tem reagido muito bem.

Ana María González Martínez é diretora médica da Clínica Somer Foto: Rodrigo Lopes

Foi um problema em uma das vértebras que levou vocês a realizarem um novo procedimento?
Sim, na vértebra dorsal 12.

O que houve exatamente? Qual o problema?
Uma fratura na vértebra, e isso pode ocasionar dano no canal espinhal. Por isso, se fez a cirurgia, se fixa (a vértebra), para que não haja deslocamento e não haja dano na medula.

Pode-se dizer que ele vai voltar a caminhar ou não se pode dizer isso no momento?
Sim, por enquanto, ele tem conservada sua capacidade motora, não teve déficit neurológico. Então, esperamos que continue assim e que possa caminhar. 

ZHESPORTES

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros