Rodrigo Faraco: Avaí tem dois objetivos em 2017 - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Meta19/12/2016 | 08h30Atualizada em 19/12/2016 | 08h30

Rodrigo Faraco: Avaí tem dois objetivos em 2017

Um deles é permanecer na elite do futebol nacional. O segundo diz respeito ao salário dos jogadores

Rodrigo Faraco: Avaí tem dois objetivos em 2017 Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Na passagem pelo TVCom Esportes, assim como nas entrevistas que tem dado recentemente, o presidente do Avaí, Francisco Battistotti, tem mostrado uma preocupação constante em deixar claro que não vai atrasar salários em 2017. É como se o Avaí tivesse dois objetivos no próximo ano, um administrativo e outro esportivo. O presidente falou muito claramente que o maior de todos os objetivos esportivos é permanecer na Série A, "acabar com este sobe e desce". Mas ao mesmo tempo foi firme em dizer que não vai mais atrasar os salários — é sua missão pessoal pra 2017. A preocupação tem um segundo sentido: mandar recado ao mercado, porque o Avaí vem enfrentando problemas para renovar e para contratar jogadores por causa da "má fama" adquirida nos últimos anos. 

Comprometimentos e novas possibilidades
O presidente Francisco Battistotti também revelou que a antecipação feita na Rede Globo na última semana compromete apenas 10% do que o clube tem a receber da televisão em 2017. Este dinheiro vai ser utilizado para colocar o clube em dia neste final de ano, com pagamento de salários e premiação. Portanto 90% da verba da TV ficam para a execução do orçamento do ano que vem. A má notícia é que a Globosat não abriu nenhum tipo de possibilidade de renegociar o contrato de TV fechada 2019 a 2024, assinado este ano pelo presidente anterior, Nilton Machado, que foi o pior contrato firmado entre os cinco grandes do estado e a TV fechada para este período de cinco anos a partir de 2019.

Mas há notícias boas também
O Avaí já acertou como vai cumprir suas pendências com o Justiça do Trabalho no próximo ano. O dinheiro vai sair direto da Globo para a JT e o clube vai gastar cerca de R$ 8 milhões para quitar os compromissos trabalhistas. Ainda, entre as boas notícias, o contrato com a Caixa vai sair e a projeção, segundo o presidente, é ser maior que os R$ 4,5 milhões que o Figueirense recebeu em 2016. 

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMeia maratona entre Florianópolis e São José tem primeira edição neste domingo: https://t.co/KzAGpRSLWn https://t.co/8SYepYPcYlhá 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCAs vésperas das festas de fim de ano sistema de sincronia dos semáforos ainda não saiu do papel.… https://t.co/v55kEE64AQhá 6 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca