"Temos que colocar o Criciúma onde ele merece", afirma Deivid, novo técnico do clube - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Muito trabalho pela frente13/12/2016 | 16h21Atualizada em 13/12/2016 | 20h56

"Temos que colocar o Criciúma onde ele merece", afirma Deivid, novo técnico do clube

Profissional foi apresentado nesta terça-feira, no Heriberto Hülse

"Temos que colocar o Criciúma onde ele merece", afirma Deivid, novo técnico do clube Caio Marcelo/www.criciuma.com.br
Foto: Caio Marcelo / www.criciuma.com.br

O Criciúma apresentou na tarde desta terça-feira o técnico Deivid, de 37 anos. O profissional comandará o time na temporada 2017, na disputa do Campeonato Catarinense, Primeira Liga, Copa do Brasil, e Série B do Brasileirão. Durante entrevista coletiva no Estádio Heriberto Hülse, o treinador disse estar motivado em dirigir o Tricolor, que tem intenção de fazer um trabalho a longo prazo e montar uma equipe competitiva para conquistar o acesso à elite do futebol brasileiro.

Antes de chegar ao Criciúma, Deivid trabalhou como técnico apenas no Cruzeiro, até abril deste ano. Apesar do Tigre ser seu segundo time como comandante, Deivid aposta na experiência de ex-atleta e também como auxiliar , além de cursos que fez no exterior, para fazer um bom trabalho no time catarinense.

- Com 36 anos assumi o Cruzeiro e fiquei muito feliz. Do momento que eu saí não queria receber convites, queria estudar, ir para fora. Depois houve o convite do presidente (Jaime Dal Farra), ele me chamou para vir aqui e conversar. Ele se identificou com minha filosofia, minha maneira de pensar e também pesou minha carreira vitoriosa como atleta. Tenho certeza que vou fazer isso também como treinador para colocar o Criciúma onde ele merece - disse o treinador.

Questionado sobre contratação de jogadores, Deivid explicou o que espera dos atletas que irão chegar ao Tigre. O novo técnico também comentou sobre os 23 jogadores que seguem no time após a temporada.

- A formação do plantel é importantíssima. A minha vivência no futebol ajuda muito no meu dia a dia. Eu deixo bem claro que meu compromisso é com cada um, é respeitar o momento de cada um. Todos são importantes. Estamos escolhendo jogadores que tenham espírito vencedor, competitivo para que a gente possa alcançar o objetivo final que é subir. Temos que garimpar, ver o que o mercado oferece, para a gente contratar em cima do que o clube pretende gastar. Temos que ter responsabilidade - explicou.

Leia mais:
Acesse todas as notícias do Criciúma
Deivid é o novo técnico do Criciúma
Roberto Cavalo explica motivo da saída do Criciúma: "Foi entre eu e o Pelaipe"


 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros