Rodrigo Faraco: A volta da Chape - Esportes - Hora de Santa Catarina

Catarinense30/01/2017 | 08h32Atualizada em 30/01/2017 | 08h32

Rodrigo Faraco: A volta da Chape

O grande nome individualmente foi o ponteiro Rossi

Rodrigo Faraco: A volta da Chape Marcio Cunha/Especial
Foto: Marcio Cunha / Especial

Estive em Chapecó neste domingo e pude constatar que a cidade vai vencendo as etapas para superar o trauma da tragédia da Colômbia. O torcedor já está no clima da reconstrução que foi feita e acreditando no que pode vir deste novo time. É algo muito satisfatório de perceber. O luto da cidade está ficando pra trás e o novo time já é esperança de novas alegrias. Em campo ainda não se viu uma grande atuação. Há alguma insegurança defensiva, pouco jogo articulado e a Chapecoense fez pouco ainda nesta partida de estreia, apesar da vitória. O grande nome individualmente foi o ponteiro Rossi, que fez as grandes jogadas da Chape, participando efetivamente do jogo. Ponto negativo foi a lentidão do goleiro Artur no lance do gol do Inter. O camisa 1 da Chape já ganha cobranças mais duras nas rádios locais.

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros