O favoritismo mínimo do Avaí sobre o Figueirense no clássico que decide o turno ou esquenta a reta final - Esportes - Hora de Santa Catarina

Opinião20/02/2017 | 11h54Atualizada em 20/02/2017 | 14h04

O favoritismo mínimo do Avaí sobre o Figueirense no clássico que decide o turno ou esquenta a reta final

Atribuo leve vantagem, algo em torno de 55% a 45% a favor do Leão diante do Alvinegro pelo momento que vive a equipe da Ressacada

O favoritismo mínimo do Avaí sobre o Figueirense no clássico que decide o turno ou esquenta a reta final Ricardo Wolffenbüttel/
Foto: Ricardo Wolffenbüttel

O clássico tem favorito, sim. E é o Avaí. Trata-se de uma questão lógica e que até a maioria Alvinegra concorda desde que não entre em questão o passionalismo.

Mas quanto de favoritismo (se é possível quantificar) tem o Avaí em relação ao Figueirense?

Na minha opinião, mínimo.

Aceitaria, até, quem alegasse ser este favoritismo maior a partir da premissa de que o Leão chegou a condição de ter a mão na taça (6 pontos de vantagem em 9 a disputar), a partir de um time de Claudinei Oliveira com regularidade e consistência tática, padrão organizacional e força física superiores não só ao Figueira, mas a todos os demais concorrentes.

Haveria também o fator torcida, já que a casa será a Ressacada.

Mas, mesmo diante de tais argumentos, na minha opinião há um reducionismo porque considero ser esta partida um campeonato à parte, dada a tradição e importância histórica do nosso tradicional clássico.

Certamente mobilizado pelo estreante Goiano, o Figueira será um time perigosíssimo. Até porque tem ótimos valores individuais. Não tenho dúvidas de que o Alvinegro deveria ter feito um campeonato bem melhor do que fez até agora.

Por este motivo, vejo um favoritismo mínimo, algo entre 55% a 45% pró-Avaí, talvez até menos.

O Tigre não jogará na rodada (confira a tabela de classificação), então o Avaí não vai poder comemorar o título matematicamente, embora possa virtualmente terminar a rodada com a vaga na final.

Porém, há o outro lado da moeda. Poderá o Figueira complicar o rival na reta final, adquirir confiança para o início de trabalho de Goiano e gordura importante para a pontuação final (lembrando que o Figueira vai brigar pelo returno e, se conseguir o título, precisará de pontos para jogar com vantagem de mando e de empates nas finais).

São dois cenários que o clássico quentíssimo reserva e que deve movimentar o maior público do ano na Ressacada.

Este é daqueles jogos que começam muito antes da partida em si e terminam muito depois do duelo. Estaremos vivendo esta emoção junto aos companheiros da CBN/Diário nos comentários do jogo e também no DC Esporte online com grande programação ao vivo!

Leia mais colunas do Castiel:

- O tamanho da encrenca para Goiano
Difícil analisar a aposta do Figueirense em Márcio Goiano
Involuímos para os anos 70 na organização do futebol brasileiro
O Dia em que o empate deu aplauso e a vitória virou vaia

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCProjeto da UFSC promove encontros gratuitos de canto pré-natal para gestantes. https://t.co/olQyR79RlX https://t.co/JdopfOzm61há 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCNão haverá greve no transporte público da Grande Florianópolis nesta segunda-feira. https://t.co/rMqRsaTzQb https://t.co/AKI2IDBt0jhá 6 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros