Pesquisa Ibope estuda fenômeno Chapecoense no Facebook e força do Figueirense nas redes sociais - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Pesquisa03/02/2017 | 13h41Atualizada em 03/02/2017 | 20h10

Pesquisa Ibope estuda fenômeno Chapecoense no Facebook e força do Figueirense nas redes sociais

Instituto divulga números impressionantes do Verdão pós-tragédia e revela consistência do Alvinegro

Pesquisa Ibope estuda fenômeno Chapecoense no Facebook e força do Figueirense nas redes sociais Facebook/Reprodução
Quase 4 milhões de curtidas no Facebook da Chapecoense Foto: Facebook / Reprodução

Pesquisa do Ibope/Recupom mergulhou com profundidade no desempenho dos clubes brasileiros em redes sociais. O corte catarinense para os números mostra que a Chapecoense, em virtude da tragédia vivida pelo clube, deu um incrível salto em termos de visibilidade, passando a ser o sétimo clube brasileiro com mais força em redes sociais (pesquisa com números de dezembro). Se somados os números de fevereiro, a Chape tende a figurar nos top 5 no Facebook.

Não se trata de uma medição de quem tem maior torcida, mas sempre é um reflexo da popularidade do clube. O bom desempenho em redes sociais (a pesquisa com números obtidos em dezembro não leva em consideração os websites) tem, por outro lado, grande valor comercial e institucional para as agremiações. Mostra um campo a ser desenvolvido pela Chape.

Os números do Verdão dispararam, atingindo níveis impressionantes. São quase 4 milhões de curtidas na página oficial do clube, no Facebook. No Twitter, este número já atinge 521 mil (números coletados nesta sexta-feira (03/02) pela manhã.

O levantamento do Ibope/Repucom mostra o Facebook como a principal rede social dos clubes e torcedores, seguido pelo Twitter. Essa rede, porém, tem um peso muito grande para Fluminense, Botafogo e Bahia, e é maior que o Facebook nos casos do Sport, Atlético Paranaense, Vitória, Coritiba e Figueirense.

O Alvinegro catarinense, aliás, sem levar em consideração o fenômeno Chape, é o clube catarinense melhor posicionado. O Figueira é o 20º colocado no Brasil, com excelente performance no Twitter e com desempenho bem superior aos rivais regionais.

Twitter turbina a força do Figueirense nas redes sociais Foto: twitter / Reprodução

Figueirense se destaca em nível nacional

O gerente de marketing do clube Fernando Kleimmann, explica a estratégia:

- Trabalhamos no Twitter um conteúdo diferenciado, temos a cultura de investir na exclusividade, fomentar a TV do clube, usar a criatividade, interagir com atletas, patrocinadores e torcedores – informa.

Kleimmann revela que o clube possui toda uma estrutura voltada para as redes sociais:

- Cuidamos desta área com profissional com amplo domínio, totalmente focado nas redes sociais – comenta.

O trabalho surte efeito: mesmo com o fenômeno mundial da Chape, o Figueira ainda tem mais seguidores no Twitter. No Face, o desempenho é superior ao dos outros rivais (menos a Chape).

Dos demais grandes, o Criciúma tem ótimo desempenho no Twitter, com quase 550 mil seguidores, mas não consegue decolar no Facebook, com menos de 200 mil fãs. Mesmo assim, é o 24º melhor brasileiro e o terceiro melhor catarinense.

O inverso acontece com o JEC, que consegue quase 230 mil seguidores no Face, mas no Twitter vai mal, com menos de 80 mil, o que o faz ser apenas o 31º clube brasileiro nas redes sociais. Antes dele, vem o Avaí, em 27º. O Leão vai bem no Face, acima de 250 mil, mas deixa a desejar no Twitter, com 140 mil.

Foto: Site Ibope / Reprodução

Santos é exemplo de uso das redes sociais

O diretor do Ibope/Repucom, José Colagrossi, explicou ao blog do GE,  Olhar Eletrônico, que sua empresa analisa as redes sociais e suas interações detalhadamente, inclusive o engajamento dos visitantes/torcedores e o tempo de visita. Essas informações, porém, por questões institucionais e comerciais, ficam restritas aos clientes do instituto.

O blog do GE, em análise publicada na última quinta-feira, destaca que há diferenças significativas entre o ranking das redes sociais e o ranking de torcidas (confira o último divulgado pelo Instituto Paraná). E cita como exemplo as posições invertidas de Corinthians e Flamengo no tocante à presença no mundo digital comparado aos tamanhos das duas torcidas.

Já a 5ª colocação do Santos impressiona, inclusive pela grande distância em relação ao Grêmio e Vasco, além de Cruzeiro, Atlético Mineiro e Internacional. O articulista do blog, Emerson Gonçalves, pergunta no post: a direção santista trabalhou muito bem as redes sociais, ou as direções dos demais clubes vêm trabalhando mal esses canais de relacionamento? 

Leia mais:
Acesse a tabela do Campeonato Catarinense

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMeia maratona entre Florianópolis e São José tem primeira edição neste domingo: https://t.co/KzAGpRSLWn https://t.co/8SYepYPcYlhá 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCAs vésperas das festas de fim de ano sistema de sincronia dos semáforos ainda não saiu do papel.… https://t.co/v55kEE64AQhá 6 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca