Problema antigo atormenta o JEC - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Futebol06/02/2017 | 20h05

Problema antigo atormenta o JEC

Tricolor sofre com a falta de gols, fato que aconteceu em 2015 e 2016

Problema antigo atormenta o JEC Caio Marcelo/especial
Fabinho Alves é um dos atacantes do JEC a passar em branco até aqui Foto: Caio Marcelo / especial

A postura tática e a disposição dos jogadores têm ganhado elogios da torcida no começo desta temporada, mas o Joinville não consegue transformar as boas atuações em resultados concretos em 2017. E o fato acontece por causa de um problema bem antigo, que já atormentou o clube nos últimos anos: a falta de gols.

Até o momento, o time fez quatro partidas e marcou apenas diante do Barroso, em Itajaí. Se contabilizarmos o tempo sem balançar as redes, o JEC já ultrapassou a marca dos 300 minutos de seca – fez só no segundo tempo contra o Barroso.

Para quem não lembra, em 2015, o Tricolor realizou 63 partidas e passou 33 sem marcar gols. A média foi de 0,75 gol por jogo – 47 em 63 jogos.

No ano seguinte, a situação melhorou um pouco. O Tricolor passou 22 dos 62 duelos sem acertar o gol. A média de 0,95 no fim de 2016 só atingiu este índice pelo crescimento do desempenho nos 12 últimos jogos da Série B – neste período, sob o comando de Ramon Menezes, a média de gols foi de 1,33, o que ajudou a elevar o número para 0,95. Antes de Ramon, a equipe tinha média geral de 0,83.

Para piorar a situação, Bruno Batata, uma das opções para o sistema ofensivo, vai ficar um mês fora por causa de uma fratura no quarto dedo da mão direita. Restam apenas Ciro e o jovem Marlyson como candidatos à camisa 9.

Por enquanto, o departamento de futebol não avalia a contratação de um centroavante. Em Criciúma, o técnico Fabinho Santos minimizou a dificuldade e acredita que a rede vai balançar nas próximas rodadas.

— Precisamos enxergar que nestes jogos o Joinville tem jogado bem. As vitórias vão acontecer naturalmente nas próximas rodadas, eu tenho certeza disso — avaliou.

Números do Tricolor nos últimos anos
2015
63 jogos
47 gols
0,75 média
33 jogos sem marcar

2016
62 jogos
59 gols
0,95 média
22 jogos sem marcar

2017
4 jogos
2 gols
0,5 média
3 jogos sem marcar

A NOTÍCIA

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCDiretor da Chapecoense defende trabalho de Vagner Mancini https://t.co/EWReTKOnX7 #HoraSC #chapecoensehá 9 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCCabo dá o tom do Figueira para jogo em Recife: "Pautados para a reação" https://t.co/Q73kC3Iz66 #HoraSC #figueirensehá 10 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros