Rodrigo Faraco: empate bom para os dois no clássico - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Satisfeitos23/02/2017 | 00h38Atualizada em 23/02/2017 | 01h22

Rodrigo Faraco: empate bom para os dois no clássico

Colunista da Hora fala sobre a partida entre Avaí e Figueirense

Rodrigo Faraco: empate bom para os dois no clássico Charles Guerra/Agencia RBS
Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

O empate na Ressacada ficou bom para Avaí e para Figueirense. Pela tabela foi bom para o Leão, que somou mais um pontinho rumo ao título do turno do Estadual. Foi bom também porque o Figueira foi melhor, e o goleiro Kozlinski foi o herói com duas grandes defesas no segundo tempo.

O Avaí sentiu muita falta dos seus dois volantes, Luan e Judson, que vinham muito bem e foram ausências pesadas demais para a equipe. Mas o resultado foi bom ainda porque que não provoca nenhum abalo na confiança do Leão, que segue forte, apesar de não ter conseguido repetir as boas atuações que já teve neste campeonato.

Héber segurou no momento crítico

Aqueles 15 minutos finais do primeiro tempo foram os mais críticos para a arbitragem. A confusão entre Bill e Betão poderia ter mudado o jogo e até estragado o clássico. Méritos para Héber, que segurou no respeito e na experiência, se impondo sem precisar expulsar ninguém. Qualquer árbitro menos experiente poderia ter se complicado naquele momento. No restante a partida não teve mais muitas polêmicas, tirando as divididas sempre muito duras como um clássico pede e sempre é.

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco
Avaí e Figueirense não saem do 0 a 0 em clássico pegado na Ressacada


 
 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros