Técnico do Avaí comemora ponto contra o Figueirense e reconhece: "Não foi nossa melhor partida" - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Clássico 41323/02/2017 | 07h29Atualizada em 23/02/2017 | 07h29

Técnico do Avaí comemora ponto contra o Figueirense e reconhece: "Não foi nossa melhor partida"

Leão e Furacão ficaram no 0 a 0 no primeiro clássico do ano, na Ressacada

Técnico do Avaí comemora ponto contra o Figueirense e reconhece: "Não foi nossa melhor partida" Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS
DC Esportes

O pontinho conquistado no empate por 0 a 0 com o Figueirense no clássico disputado na noite de quarta-feira, na Ressacada, ajudou o Avaí na caminhada rumo ao título do turno. O Leão segue disparado na liderança com 17 pontos, cinco a mais do que o segundo colocado, o Brusque, que venceu o Almirante Barroso por 3 a 2 também pela sétima jogada do Catarinense.

Apesar do bom resultado, o técnico Claudinei Oliveira reconheceu que o Avaí não fez uma grande apresentação contra o maior rival. O comandante azurra, inclusive, elogiou a marcação do Alvinegro, na estreia de Márcio Goiano.

- É um time jovem e algumas peças renderam um pouco abaixo. A oscilação faz parte e vínhamos jogando bem todos os jogos. Pode ser também mérito do Figueirense, pela forte marcação. Eles começaram e terminaram com três volantes. Erramos muitos passes, coisa que não vínhamos fazendo. Não foi nossa melhor partida, talvez tenha sido a melhor do Figueirense. Não sofremos gols e temos que comemorar esse ponto. Mais um tijolinho na nossa caminhada - disse Claudinei.

O clássico foi bastante truncado e disputado. O árbitro Heber Roberto Lopes distribuiu muitos cartões amarelos e, segundo o treinador avaiano, isso "segurou" um pouco o time, que precisou marcar de forma mais frouxa no segundo tempo.

- O amarelo interfere no comportamento em campo. Nosso time tem muita intensidade, então você tem um desconforto na hora de dar o bote. Falei para os atletas não conversarem com ele. Esse cuidado te impede de ser competitivo, a marcação fica mais frouxa. Mas suportaram bem dentro dessa limitação.

O Leão volta a campo no sábado, às 16h30min, contra o Almirante Barroso, em Itajaí. O gramado sintético no Estádio Camilo Mussi foi citado pelo treinador do Avaí na entrevista coletiva após o clássico. Se vencer o adversário na oitava rodada, o time da Capital conquista o turno de forma antecipada.

- Um jogo atípico, não vou reclamar do sintético, é o campo que eles estão jogando. Foi acatado e não dá para reclamar, vamos tentar fazer uma adaptação. Alguns jogadores talvez a gente não leve pelo impacto, o Marquinhos não deve ir. Temos que ir com o pensamento de que vai ser difícil para o Barroso, mas vamos respeitar. Nem chegamos lá ainda e não vamos falar que tem isso, aquilo, todos vão jogar lá.  


 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCEspaço do Trabalhador: temos mais de 200 oportunidades para você começar a semana empregado https://t.co/zTlrGwwd3v… https://t.co/obnf299Zg9há 28 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCMortes no fim de semana elevam para 98 o número de assassinatos em Florianópolis em 2017 https://t.co/uL7uCRZD4Y… https://t.co/Z1DjAxrDXXhá 57 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros