Florianópolis recebe projeto de inclusão social de crianças pelo tênis - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Novos talentos13/03/2017 | 16h16Atualizada em 13/03/2017 | 16h17

Florianópolis recebe projeto de inclusão social de crianças pelo tênis

Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e Federação Catarinense de Tênis lançam programa que envolve crianças da rede pública de ensino

Florianópolis recebe projeto de inclusão social de crianças pelo tênis Hermínio Nunes/Divulgação
Crianças terão aulas de tênis e de inglês, além de reforço escolar Foto: Hermínio Nunes / Divulgação

A partir desta terça-feira, 40 estudantes de uma escola pública de Florianópolis terão aulas de tênis no contraturno nas mesmas quadras onde Guga e outros grandes atletas já jogaram. Elas integram o projeto Correios Transformando pelo Tênis, projeto lançado nesta segunda-feira pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT) em parceria com a Federação Catarinense de Tênis (FCT).

Participam do programa crianças entre 8 e 12 anos que, além do esporte, aprendem inglês e recebem reforço de disciplinas durante o contraturno. As aulas têm três horas de duração e ocorrem duas vezes por semana na sede da CBT e FCT, na Avenida Beira-mar Norte, que já sediou campeonatos nacionais e internacionais, como o WTA.

Estão sendo atendidos alunos da Escola Municipal Padre Anchieta, do bairro Agronômica, mas há planos de o projeto ser ampliado. O programa é patrocinado pelos Correios. 

— É prática de esporte com acompanhamento pedagógico, não tem como dar errado. Vamos ajudar a transformar essas crianças em grandes homens e mulheres, em melhores cidadãos e, quem sabe, grandes líderes — explica o presidente da FCT, Alexandre Farias.

Além das aulas com professores contratados, as crianças receberão lanche e terão as atividades acompanhadas por uma pedagoga.

— É um projeto piloto e esperamos que seja longo. Nossa intenção é desmistificar o tênis como esporte de elite e atender não só a parte esportiva, mas dar reforço na escola, o que torna o projeto mais importante ainda. Traz a possibilidade de impactar positivamente o cotidiano da criança e seu desempenho na escola — explica o presidente da CBT, Rafael Westrupp.

Leia mais notícias sobre Esportes

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMário Motta: ir para o sul da Ilha (ou voltar) é uma missão inglória, dependendo do horário -… https://t.co/pl1g3z1nhwhá 7 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCVai começar: Com a pior defesa do torneio, #Figueirense recebe o #ABC, pior ataque - https://t.co/v2SEnwX4px #HoraSC https://t.co/d9ATy8zBb3há 37 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros