Amigos de Ricardinho se uniram para trazer Mundial Pro Junior de surfe à Guarda do Embaú - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Ricardo Santos Pro Junior04/10/2017 | 11h33Atualizada em 04/10/2017 | 11h34

 Amigos de Ricardinho se uniram para trazer Mundial Pro Junior de surfe à Guarda do Embaú

Criada em uma mesa de bar, única etapa sul-americana para a final do Mundial Pro Junior no Brasil levará o nome de Ricardo Santos e será patrocinada por Mineirinho, Yago Dora e Lucas Silveira

 Amigos de Ricardinho se uniram para trazer Mundial Pro Junior de surfe à Guarda do Embaú  Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

A bonita história do Ricardo dos Santos Pro Junior, que acontece entre 13 e 15 de outubro na Guarda do Embaú, surgiu em uma iniciativa do campeão mundial Adriano de Souza, o Minieirinho, amigo pessoal do atleta, do técnico Leandro Dora, o segundo pai de Ricardinho, e do empresário Felipe Borges, que administrava a carreira do big rider. 

Ricardo dos Santos Pro Junior verá como patrocinadores os amigos Mineirinho e as esperanças Yago Dora e Lucas Silveira. A única etapa sul-americana seletiva para a final do Mundial Pro Junior no Brasil foi criada em uma mesa de bar. E tudo por conta de uma saudade e uma vontade de manter viva a imagem de um amigo que se foi mais cedo do que deveria.

Juntos, os três obtiveram a permissão de Roberto Perdigão, oficial da WSL, e passaram a correr atrás de patrocinadores, que é a pior parte. No entanto, novamente a magia de Ricardinho se fez presente: os três idealizadores resolveram patrocinar o evento junto com dois atletas que ainda buscam um espaço ao sol, o Lucas e o Yago.

Conheça Yago Dora, surfista que estará na elite mundial no ano que vem

Minha participação é para ajudar em nome do Ricardo. Ele foi um grande surfista, um atleta que deixou marcas por onde passou e um precursor de ondas grandes no Brasil, vencendo prêmios e sendo um dos melhores em vida. Faço o impossível para que esse campeonato seja um sucesso como o Ricardo foi na Terra e será uma honra ver esse campeonato de pé, com as crianças competindo e mantendo vivo o legado dele — comentou Mineirinho.

Grilo (E) e MineirinhoFoto: Divulgação

Apesar de não ter como não relacionar o nome de Ricardinho ao evento em sua terra natal, outra atitude comum do atleta se tornou um grande motivo para batizar a etapa com o nome dele, como lembra  Leandro Dora, o Grilo:

- Nos juntamos e pensamos em homenagear o Ricardinho, que tinha muito essa visão de ajudar atletas talentosos do Brasil e fez muitas coisas que ninguém sabe, como bancar viagens, observar novos atletas. Ele tinha muito esse lance de apadrinhar, então nada mais justo que colocar o nome dele. O mais interessante é o engajamento dos próprios atletas. Yago Dora, confirmado na elite no ano que vem, e Lucas Silveira, Campeão Mundial Pro Jr em 2015, fizeram questão de ajudar nesse financiamento para a primeira edição do Ricardo dos Santos Pro Junior sair do papel. 

Quando fiquei sabendo do campeonato na Guarda com o nome do Ricardo, algo que tem tudo a ver e que já deveria ter acontecido faz tempo, eu me senti querendo muito ajudar e quis participar. Assim como o Adriano e o Yago que estão patrocinando, resolvi apoiar também. A única etapa sul-americana com o nome do Ricardo e feito pelos amigos dele. Melhor impossível — destacou Lucas. 

Ricardo dos Santos foi assassinado a tiros pelo ex-PM Luís Mota Brentano em 2015 no centrinho da Guarda do Embaú, em Palhoça. Ele tinha 24 anos.; o catarinense participa de competições oficias da Liga Mundial de Surfe (antiga ASP) desde 2008, tendo surfado em sete etapas do Circuito Mundial (WCT), além de inúmeros eventos da Qualifying Series (torneio classificatório).

A última vez que Ricardinho esteve entre a elite foi em dezembro de 2013, quando foi eliminado no Round 1 do WCT de Pipeline, no Havaí. Naquele mesmo ano, ganhou os holofotes da mídia internacional ao receber o prêmio Wave Of The Winter, do site Surfline, para a melhor onda surfada durante a temporada havaiana.

Em 2012, Ricardinho foi condecorado com o Prêmio Andy Irons pela sua performance inspiradora ao conquistar o bicampeonato do Qualifying de Teahupo, ganhando uma vaga no WCT do Taiti. Naquela etapa do Circuito Mundial, eliminou Kelly Slater e chegou até às quartas de final. 

Saiba mais: Comunidade da Guarda do Embaú instala estátua em homenagem a artista ao lado do memorial Ricardo dos Santos

* Por João Carvalho, da WSL

 PAULO LOPES, SC, BRASIL 21/01/2015.Comunidade presta homenagem ao surfista Ricardo dos Santos, morto por um policial militar na praia da  Guarda do Embaú.
Moradores e surfistas em homenagem a Ricardinho dias após a sua morteFoto: Cristiano Estrela / Agencia RBS


 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros