Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Mais Forte - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Opinião07/12/2017 | 10h55Atualizada em 07/12/2017 | 10h55

Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Mais Forte

Análise das chapas que concorrem à eleição do clube 

Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Mais Forte Arquivo Pessoal/Divulgação
Alexandre Lapagesse Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

O colunista Filippe Trote, titular da coluna Paixão Azurra, fez uma entrevista por e-mail com os candidatos à presidência do Avaí. Na chapa "Avaí Mais Forte" o candidato é Alexandre Lapagesse. Foram enviadas oito perguntas para cada candidato, e cada um teve o direito de responder à sua maneira – e tamanho. A eleição será neste sábado, na Ressacada, das 9h às 18h, e no mesmo dia o candidato eleito deve ser divulgado. Torcedor avaiano, confira as propostas e faça a sua escolha. 

Como o marketing irá trabalhar para aumentar a arrecadação, visto que a cota de TV na Série B diminui drasticamente?

Primeiro, tentaremos criar mecanismos para que não haja evasão de sócios. Pensamos em uma campanha muito bem elaborada, afim de atrair novos sócios e trazer de volta os inadimplentes, ou aqueles que por uma razão ou outra deixaram a associação. Além disso, rever todos os contratos de patrocínios, visto que desconhecemos os atuais, para que tomando pé da situação possamos partir para outros patrocínios e parcerias.

Que perfil de contratações teremos? Como o time deverá jogar?

Pelo que se tem conhecimento, muitos dos atuais atletas ainda possuem contratos até o final de 2018. Pensamos em contratações pontuais, em atletas que em outras agremiações fizeram por onde. Jogador tem que ter raça, atitude, espírito de equipe, ser determinado e comprometido com o projeto avaiano. Buscaremos a contratação de um executivo experiente que facilitará nosso trabalho.

Como será o aproveitamento da base e a transição para o profissional?

Com muita cautela. Vários atletas oriundos da base, e isso ocorre em todos os clubes, simplesmente não vingam quando galgados à equipe profissional. Com a contratação do novo treinador e o realinhamento que deveremos dar, as melhores atitudes serão tomadas.

O que será investido em estrutura?

 Primeiro iremos analisar a situação atual. Nada de propostas mirabolantes, muito menos criar expectativas. 

Como trazer o torcedor de volta?

Fácil. Fazer um time competitivo e ganhando jogos e títulos, a volta do torcedor será mais que automática. Aliando isto a projetos de aproximação do clube com o torcedor e a comunidade. Buscaremos também trazer de volta atletas que foram vitoriosos em outros tempos para colaborarem com o clube.

Qual o ponto central da administração?

Gerenciaremos nosso Avaí de maneira transparente, lúcida e com competência, aliando nossas forças à força do presidente do conselho deliberativo, numa gestão partilhada. Diretoria transparente é igual a conselho independente e muito participativo, com decisões colegiadas.

Em que pontos o seu modelo de gestão é superior em relação à chapa adversária?

Não é o caso de ter um modelo superior ou não. Cada qual tem sua maneira. Sei que seremos transparentes, e nossa administração será compartilhada com a presidência do conselho, mesmo porque somos partidários de um conselho paritário e participativo.

Que propostas da outra chapa podem ser aproveitados em sua gestão?

 Desconheço as propostas da chapa adversária. Conheço, e muito bem, nossas propostas. A única proposta que dizem ter é com o saneamento financeiro do clube, posição essa também por nós assumida. 

Leia outras matérias sobre o Avaí
Fique ligado nas colunas anteriores da Paixão Azurra   


 
Hora de Santa Catarina
Busca