Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Para o Futuro - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Opinião07/12/2017 | 10h55Atualizada em 07/12/2017 | 10h55

Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Para o Futuro

Análise das chapas que concorrem à eleição do clube 

Paixão Azurra: respostas e propostas da chapa Avaí Para o Futuro Felipe Carneiro/Agencia RBS
José Francisco Battistotti Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

O colunista Filippe Trote, titular da coluna Paixão Azurra, fez uma entrevista por e-mail com os candidatos à presidência do Avaí. Na chapa "Avaí Para o Futuro" está Francisco José Battistotti, que está terminando o mandato que era de Nilton Macedo Machado. Foram enviadas oito perguntas para cada candidato, e cada um teve o direito de responder à sua maneira – e tamanho. A eleição será neste sábado, na Ressacada, das 9h às 18h, e no mesmo dia o candidato eleito deve ser divulgado. Torcedor avaiano, confira as propostas e faça a sua escolha.

Como o marketing irá trabalhar para aumentar a arrecadação, visto que a cota de TV na Série B diminui drasticamente?

Aumento no número de sócios, através de campanhas de relacionamento, gerando maiores benefícios aos associados, busca de novos parceiros e patrocinadores; renovação dos atuais parceiros; ações e promoções para aumentar a taxa de ocupação da Ressacada nos jogos; modernização da estrutura organizacional/estatuto do clube de modo a criar um ecossistema favorável ao investimento de terceiros. Política comercial agressiva para aumentar as receitas, especialmente através do programa de sócio-torcedor. Valorização da marca Avaí e ampliar a forma e os valores de patrocínios e parcerias.

Que perfil de contratações teremos? Como o time deverá jogar?

Estamos aguardando a definição das eleições, mas nosso projeto está pronto. Elaboração de políticas para o departamento de futebol: procedimento padrão, baseado na política pré-definida para o futebol do clube, de modo a mitigar a individualização de responsabilidades na avaliação de contratação, dispensa ou renovação de atletas para base e profissional. Fornecer as informações de forma clara e tecnicamente compatível para que o presidente e a diretoria executiva possam tomar as decisões mais adequadas. O Avaí vai fazer um time forte para 2018. Vamos ampliar o uso de novas tecnologias aplicadas ao futebol, com a profissionalização do Núcleo de Informação do Futebol e o investimento em ferramentas tecnológicas e de análise. Ampliação das análises de desempenho, informação e comunicação em apoio ao profissional e base. Estamos definindo o treinador e a partir desta decisão, vamos estabelecer a estratégia que vai nortear nosso projeto de repetir a campanha de 2016.

Como será o aproveitamento da base e a transição para o profissional?

O Avaí tem o certificado de clube formador pelo trabalho que faz com a base. Este ano conquistamos os títulos das categorias sub-15 e sub-20 e terceiro na sub-17. Convocações de atletas para as seleções de base. Fortalecimento das categorias de base como ferramenta de diminuição de custos, benefício desportivo para o clube e potencial geração de receita. A base é o futuro do Avaí. Nesta temporada já aproveitamos o Luanzinho, 17 anos. Também o Lourenço, que entrou em vários jogos e fez gol, além do Alisson, que foi relacionado para algumas partidas. Temos a política de promover estes jogadores para o time de cima. Na pré-temporada, por exemplo, já teremos o aproveitamento do lateral-direito Guga, que vai brigar por posição.

Quais os planos de investimento em estrutura?

Este ano reformamos o gramado do Centro de Formação de Atletas (CFA) 1, com investimento de mais de R$ 500 mil, com total modernização da drenagem e novo gramado, capaz de sustentar trabalhos com chuva forte ao longo da temporada. O projeto será repetir o mesmo procedimento para o CFA 2. Além de o clube ter cercado toda a área com alambrado. E está em construção a proteção para o CFA 3. Nosso projeto é colocar contêineres no CFA, que poderão ser utilizados como vestiário e também instalações para a imprensa. Além disso, elaborar um plano de monitoramento e manutenção do patrimônio. Modernização do complexo esportivo da Ressacada, inclusive com a ampliação do espaço físico do CFA.

Como trazer o torcedor de volta à Ressacada?

O torcedor do Avaí é fiel, prestigia o clube nos bons e maus momentos. É uma relação muito boa. Não podemos reclamar do apoio que temos recebido. Em 2018, o clube vai precisar mais do que nunca deste apoio para voltar à elite. Pretendemos fazer o torcedor entender o nosso projeto de saneamento do clube, de que o Avaí será forte no futuro e criar promoções e incentivos para que cresça cada vez mais o número de torcedores presentes à Ressacada. Implantar uma política de valorização dos associados, de modo a permitir melhor comunicação com o clube.

Qual o ponto central da sua administração?

Manutenção da política de austeridade: foco no controle definitivo dos débitos até o final da gestão. Manter os salários e as contas em dia. Valorização dos colaboradores e de todos os profissionais que atuam no clube. O Avaí precisa ser autossustentável, ter estabilidade para poder investir. Tivemos que administrar dificuldades com o pagamento do ato trabalhista que o clube firmou com a Justiça para saldar dívidas anteriores. Estamos atuando de forma dura para que esta praxe antiga no clube não prejudique mais os trabalhos futuros e vamos conseguir.

Em que pontos o seu modelo de gestão é superior em relação à chapa adversária?

Nosso objetivo é tornar o Avaí grande, prepará-lo para o futuro. Queremos desenvolver e implantar o projeto do Museu Digital Interativo, além da ampliação e implantação do Memorial do Clube. O pouco que temos de informação das propostas da outra chapa, muitos itens que me chegaram já estão contemplados no trabalho que realizamos e pretendemos evoluir. Nós só queremos o bem do Avaí, fortalecer a sua história, um clube reconhecido aqui e fora do Estado, onde é sempre muito querido. O Avaí tem 94 anos de história, estamos a seis do centenário e somos muito fortes.

Que pontos das propostas da outra chapa podem ser aproveitados em sua gestão?

Nossas propostas são claras e objetivas para fortalecer ainda mais o Avaí, torná-lo estável, equilibrado e autossustentável. O Avaí tem estrutura e força para isso. Tudo que estiver lá proposto e for bom para o clube nós aproveitaremos, como aproveitaremos qualquer ideia ou sugestão de quem quer que seja.

Leia outras matérias sobre o Avaí
Fique ligado nas colunas anteriores da Paixão Azurra   


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCApós renovação, Claudinei Oliveira traça meta: "Recolocar o Avaí na Série A". https://t.co/w3YgUlWB30 https://t.co/SqcRezfBNhhá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCPM forma parte de nova turma de soldados em Florianópolis e anuncia distribuição dos policiais.… https://t.co/0pEC2YTLulhá 8 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca