Ivan Izzo reconhece dificuldades, mas exalta vitória do Figueirense - Esportes - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Catarinense19/03/2018 | 07h17Atualizada em 19/03/2018 | 07h17

Ivan Izzo reconhece dificuldades, mas exalta vitória do Figueirense

Auxiliar comanda o time na vaga do suspenso Milton Cruz

Ivan Izzo reconhece dificuldades, mas exalta vitória do Figueirense Léo Munhoz/Diário Catarinense
Ivan Izzo é auxiliar no Figueirense Foto: Léo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O Figueirense não teve Milton Cruz à beira do campo na vitória por 1 a 0 em cima do Inter de Lages, no domingo, pela 14ª rodada do Campeonato Catarinense 2018. A função ficou com o interino Ivan Izzo, que deu conta do recado apesar de reconhecer as dificuldades frente a um time na zona de rebaixamento. No total, o Figueira entrou em campo com nove mudanças em relação à equipe que havia vencido o Atlético-MG por 2 a 1, no meio de semana, pela Copa do Brasil. Apenas o lateral Diego Renan e o meia Gustavo Ferrareis foram mantidos.

– Um jogo que entendíamos como difícil, pela troca de comando do Inter de Lages, que nos últimos dois jogos o time evoluiu. Tivemos uma necessidade das trocas, desgaste, lesão, suspensão. Caso do Jorge Henrique e do Maikon Leite, maneira de preservá-los pela sequência. Jogo complicado, tem que enaltecer o grupo, não foi um jogo tão vistoso com grandes chances, mas somamos três pontos. E o objetivo é estar final no dia 8 de abril. Demos mais um passo para isso. Dentro das dificuldades que o jogo mostrou, a equipe soube jogar. Souberam atuar, administrar o resultado. Isso é importante – falou Izzo. 

Após abrir o placar no primeiro tempo, o Figueirense ficou em vantagem numérica também em campo. O Inter de Lages teve o zagueiro Fernando Belém e o atacante Rafhael Lucas expulsos após receberem o segundo cartão amarelo. Independente disso, Izzo lamentou o fato de o time não ter conseguido ampliar o resultado. O Furacão até chegou a balançar as redes com André Luís, mas a arbitragem anulou assinalando saída de bola no cruzamento de Maikon Leite.

 – Fizemos o segundo gol, um lance difícil. Mas a bola não saiu. Tivemos chances para criar. Quando o Inter ficou com dois a menos, eles preencheram a entrada da área. Tentamos pelo lado, mais espaço, mas não fomos felizes. Felizmente conseguimos os três pontos. Não foi um grande jogo, mas saímos com os pontos, rumo ao primeiro objetivo – completou.

O Figueirense abriu oito pontos para o rival Avaí, terceiro colocado. Com 30 pontos, porém, o Furacão permanece a três da líder Chapecoense. Apenas os dois times mais bem colocados vão à final. O Figueira volta a campo contra o Joinville na quarta-feira, às 21h30min, pela 15ª rodada, na Arena Joinville.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

 
Hora de Santa Catarina
Busca