Pílulas de Saber: o metotrexato afeta habilidades mentais dos sobreviventes de câncer infantil - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Saúde09/06/2016 | 09h50Atualizada em 09/06/2016 | 09h50

Pílulas de Saber: o metotrexato afeta habilidades mentais dos sobreviventes de câncer infantil

Carlos Tonussi traz as últimas descobertas na área da saúde

Pílulas de Saber: o metotrexato afeta habilidades mentais dos sobreviventes de câncer infantil Laleukemianet/Reprodução
Criança em tratamento Foto: Laleukemianet / Reprodução
Carlos Rogério Tonussi
Carlos Rogério Tonussi

tonussi@farmaco.ufsc.br

Crianças com leucemia linfoblástica aguda (LLA) tratadas com doses mais elevadas do quimioterápico metotrexato têm mais possibilidade de sofrer alterações mentais que resultam em dificuldades na organização e execução de habilidades. Os resultados foram publicados on-line na edição desta semana no jornal científico Clinical Oncology. Com as taxas de sobrevivência dessa doença aumentando, os cientistas estão preocupados em entender melhor como reduzir os efeitos tóxicos dessa quimioterapia no cérebro, que, por vezes, pode se manifestar muito tempo depois de terminado o tratamento.

Neurônios confusos

Exames de imagem mostraram que níveis sanguíneos elevados de metotrexato, durante o tratamento para LLA, foram associados com alterações anatômicas e funcionais em regiões do cérebro envolvidas com a flexibilidade mental, planejamento, raciocínio e outras habilidades relacionadas ao funcionamento executivo. As imagens documentaram várias alterações, incluindo aumento da atividade na região do lobo frontal (a parte da frente do cérebro). A descoberta sugere que os cérebros destes sobreviventes podem estar trabalhando mais, para compensar a deterioração da função cognitiva.

As imagens mostraram, também, um espessamento do córtex cerebral em regiões pré-frontais. O que sugere maior número de neurônios, e mudanças na substância branca que isola conexões neurais na mesma região. As conexões neurais permanecem, mas com o aumento da concentração de metotrexato no sangue, a integridade da substância branca é afetada, o que poderia prejudicar funções como velocidade de processamento.

Melhor tratamento

Embora tenha variado, os resultados sugerem que o desempenho mental de alguns sobreviventes foi prejudicado de forma moderada à severa.
O metotrexato tem contribuído para taxas historicamente altas de cura para a leucemia infantil. Enquanto alguns pesquisadores estudam formas de reduzir as doses da droga no futuro, outros estudam técnicas para melhorar a função executiva tanto em pacientes em tratamento, como naqueles que sobreviveram ao câncer na infância.

Por exemplo, um estudo piloto avalia se a estimulação elétrica do córtex pré-frontal combinada com o treinamento cognitivo irá melhorar a função executiva em adultos sobreviventes de leucemia infantil.

Confira o Espaço do Trabalhador no Facebook
Acompanhe as notícias da Grande Florianópolis
Leia todas as colunas Pílulas de Saber

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCDescoberta de dois corpos no Norte da Ilha eleva para 101 o número de homicídios em Florianópolis #HoraSC #violência https://t.co/lfnYd57KFAhá 13 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCMário Motta: se a sua encomenda via Correios não chegar, prepare-se para a dor de cabeça - https://t.co/g8fRP5TNv3… https://t.co/7V90kKip58há 22 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros