PMDB mostra força em SC - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Moacir Pereira16/09/2016 | 23h17Atualizada em 16/09/2016 | 23h17

PMDB mostra força em SC

A segunda rodada da pesquisa Ibope indica fatos novos na disputa para as prefeituras de Florianópolis e Joinville. Na Capital, o principal está na virada entre os dois maiores candidatos. O deputado Gean Loureiro (PMDB) cresceu seis pontos percentuais e está com 35% da intenção de votos, superando Angela Amin (PP), que tem agora 27%.

Gean Loureiro sobe e descola de Angela Amin em Florianópolis
Udo Döhler cresce e lidera, aponta Ibope

Resultado, sem dúvida, da massiva presença na mídia eletrônica e da poderosa infantaria de candidatos e militantes da coligação. Tem o maior batalhão na atual campanha. Fato novo foi o crescimento do professor Elson Pereira (PSOL), que se desgarra dos nanicos na terceira posição, com 13%. Angela Albino, do PCdoB, melhorou um ponto percentual e agora tem 6%, enquanto Murilo Flores duplicou seus seguidores ao atingir 4%. Consultado sobre expectativa de vitoria, o eleitor mantém a polarização entre Gean Loureiro e Angela Amin. A candidata do PP tem uma barreira a vencer: é a mais rejeitada.

Em Joinville, o cenário de setembro indica que o prefeito Udo Döhler (PMDB) carimbou o passaporte para o segundo turno, pulando agora de 23% para 33%. E permanece a incógnita em relação ao adversário no segundo turno. Marco Tebaldi (PSDB) ganhou quatro pontos percentuais e hoje está em segundo com 22%, tecnicamente empatado com Darci de Matos (PSD), que caiu um ponto e tem 20%. O prefeito é beneficiário do tempo de rádio e TV, que mostra obras e serviços de sua gestão e, claro, do perfil de político honesto e trabalhador. A conferir quem vai disputar com ele no segundo turno e se tucanos e pessedistas somarão forças. Darci de Matos tem um trunfo: é o menos rejeitado, com 8%, contra 21% de Tebaldi, 22% de Udo e 51% de Carlito Merss (PT), ferido mortalmente pelo desastre do lulopetismo e de sua gestão em Joinville.

O cenário pode mudar. Mas há indicativos de que o PMDB continuará na liderança nos dois maiores colégios eleitorais do Estado.

Leia mais postagens de Moacir Pereira

 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros