Catedral de Lages lota na despedida da primeira-dama Cristiane Garcez - Geral - Hora de Santa Catarina

Luto na Serra17/10/2016 | 20h54Atualizada em 17/10/2016 | 21h13

Catedral de Lages lota na despedida da primeira-dama Cristiane Garcez

Após missa, corpo foi encaminhado ao crematório no fim da tarde

Catedral de Lages lota na despedida da primeira-dama Cristiane Garcez /
Multidão foi à Catedral dar o último adeus a Cris. Foto: Divulgação

A Catedral Diocesana de Lages ficou lotada na tarde desta segunda-feira para a missa de corpo presente da primeira-dama de Lages, Cristiane Garcez, que morreu no domingo após lutar por dois anos e dez meses contra um câncer. Participaram da cerimônia amigos, familiares e conhecidos de Cris, como era conhecida na cidade. Ela deixou dois filhos: Carlos Eduardo, de 10 anos, e Maria Luíza, de 16.

Morre Cristiane Garcez, esposa do prefeito de Lages

Também estiveram na catedral autoridades como o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, os ex-governadores Paulo Afonso Vieira e Casildo Maldaner, além do prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Junior, e prefeitos de cidades vizinhas. A missa foi celebrada pelo bispo emérito dom Oneres Marchiori, com a ajuda dos padres Valdir, Fernando, Hildo e Darci, e do padre Edilson, prefeito do município vizinho de Campo Belo do Sul. 

Por volta das 17h15min, o corpo de Cris foi encaminhada ao Memoriam Crematório, também em Lages, em cerimônia restrita a familiares e amigos. Na quinta-feira, suas cinzas serão jogadas na Lagoa da Conceição, em Florianópolis,  onde ela nasceu. 

Luta de dois anos e dez meses

A primeira-dama de Lages foi diagnosticada com câncer em janeiro de 2014. Durante os dois anos e dez meses de luta contra a doença, passou por momentos de melhora e piora em seu quadro de saúde. A situação começou a se complicar no fim de agosto, quando teve de ser internada no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, recebendo doses de oxigênio.

O quadro de saúde de Cris, inclusive, foi a razão alegada pelo prefeito Elizeu Mattos (PMDB) para não concorrer à reeleição ao cargo. Na disputa, acabou saindo vencedor Antonio Ceron (PSD), principal adversário político de Elizeu e que havia sido derrotado em 2012 por pouco mais de mil votos de diferença. 

Luto oficial de três dias

O prefeito Elizeu Mattos (PMDB) se licenciou do cargo na última sexta-feira, dois dias antes da morte da primeira-dama. A prefeitura está interinamente nas mão do vice, Toni Duarte (PPS), que decretou luto oficial de três dias ainda no domingo.  


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros