Chuva e vento causam morte e destruição neste domingo no Sul de Santa Catarina - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Efeitos do clima16/10/2016 | 23h23Atualizada em 17/10/2016 | 16h10

Chuva e vento causam morte e destruição neste domingo no Sul de Santa Catarina

Dia foi marcado por estragos em diversas cidades da região

Chuva e vento causam morte e destruição neste domingo no Sul de Santa Catarina Joares Ponticelli/Arquivo Pessoal
Em Tubarão os ventos causaram estragos em diversos pontos da cidade Foto: Joares Ponticelli / Arquivo Pessoal

A tempestade que atingiu o Sul do Estado na manhã e tarde deste domingo deixou uma criança de sete anos morta, casas destelhadas e cerca de 140 mil unidades sem energia elétrica. De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, ao evento na região teve características de um tsunami meteorológico, que ocorre quando o tempo está instável, com sol, nuvens e muito vento.

A equipe também não descarta a possibilidade de uma microexplosão, como a que ocorreu em Ponte Alta, em maio deste ano. De acordo com o secretário da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, Tubarão foi a cidade mais atingida. Os ventos ultrapassaram os 90 quilômetros por hora na região, derrubando árvores e deixando 70% da rede elétrica afetada.

Dos 14 alimentadores que transportam a energia da subestação até a cidade, 10 estão fora de operação. Imbituba, Laguna, Garopaba e Braço do Norte também estão sem abastecimento.  Equipes da Celesc trabalham para reestabelecer o serviço. Uma criança de sete anos morreu na cidade. Ela estava no banco traseiro de um veículo, na Rua Cândido Darela, no bairro São João, quando uma árvore a atingiu. O nome da vítima não foi divulgado.

– Árvores caíram em praticamente toda a cidade por volta das 17h. Agora (20h30min), a cidade está às escuras sem energia — relatou o prefeito eleito de Tubarão, Joares Ponticelli.

As cidades do entorno também foram atingidas. Segundo Moratelli, houve destelhamento em Capivari de Baixo, Braço do Norte, Criciúma, Sangão e Balneário Rincão.

– A nossa preocupação é agora com os destelhamentos, o pessoal que vai acessar para fazer a manutenção. Pode ser uma situação de grave risco agora e trabalhamos para não aumentar o número de vítimas – afirmou o secretário.

Onda arrastou pelo menos sete carros

Em Araranguá, uma onda invadiu a faixa de areia na praia e arrastou sete veículos, conforme levantamento preliminar. Também houve danos materiais em casas e restaurantes próximos da orla. As regiões atingidas foram Barra do Torneiro e Balneário Rincão.

– Vamos deslocar força-tarefa durante à noite para amparar a cidade e região, principalmente em saúde e assistência social. O governador deve deslocar amanhã (segunda-feira) a Tubarão – disse Moratelli.

Uma sala de situação foi montada pelo Corpo de Bombeiros Militar. Além de Moratelli, quatro coordenadores regionais atuam para avaliar os danos e prejuízos na região. A Defesa Civil de SC enviou um caminhão com 15 rolos de lona para Tubarão.

Leia mais:

Criança morre atingida por árvore em Tubarão, diz Defesa Civil
Onda arrasta veículos em praias do Rincão e Morro dos Conventos
Defesa Civil confirma tsunami meteorológico no Sul de SC

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros