Enem 2016: confira quatro passos para acertar na redação - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Educação13/10/2016 | 06h13Atualizada em 13/10/2016 | 17h08

Enem 2016: confira quatro passos para acertar na redação

Especialista ajuda a esmiuçar a cartilha lançada nesta semana pelo Inep

Enem 2016: confira quatro passos para acertar na redação Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Com 64 páginas, o manual de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta semana, é uma leitura indispensável para quem quer arrasar na prova deste ano. Dividida em duas partes, a cartilha traz na primeira seção cinco tópicos que tratam sobre a chamada matriz de referência para a questão e explica as competências avaliadas, incluindo quantos pontos cada item vale e o que deve ser evitado. Já a segunda parte seleciona exemplos de redações avaliadas com nota máxima nas três últimas edições. As provas do Enem serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. 

O teste é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada, além da redação.Entre cada explicação do manual de redação, é possível encontrar também dicas do que fazer e do que evitar. A supervisora pedagógica do portal Redação Online, Juliane Motta, ajudou a elencar os principais pontos da cartilha que merecem atenção. Segundo ela, o diferencial da redação do Enem em relação à maioria dos vestibulares, é que é exigida uma tese, um posicionamento claro:

— É preciso argumentar bem em defesa da tese e isso requer conhecimento sobre o tema. Como não se sabe previamente, a dica é estudar o maior número de assuntos atuais possível, levando em conta que o Enem sempre aborda algo social, como no ano passado a violência contra a mulher.

Além disso, a supervisora pedagógica alerta para a competência que pede uma proposta de intervenção (que deve ser escrita junto ao texto, como uma espécie de conclusão). A dica de Juliane é não propor nada vago e, se possível, responder às três questões básicas: quem faz, o que faz e como faz.

— Tem que ser viável, algo pensado na totalidade, que esteja pronto para, se for o caso, ser aplicado naquele contexto. É importante também que essa proposta envolva esferas variadas da sociedade como ONGs, o governo e a mídia — resume.

Em vídeo, confira os temas mais frequentes de história

Por fim, o título no Enem é opcional e a ausência dele não implica penalidades. Além disso, a supervisora pedagógica faz um alerta sobre os direitos humanos, quesito que, se for ferido, zera a prova.

— No ano passado, por exemplo, surgiu uma questão em que se sugeria espancar o estuprador. Isso fere os direitos humanos, de maneira nenhuma se pode fazer isso. É preciso ter cuidado na hora de propor ações assim na redação — conclui ao pontuar que um dos fortes candidatos a tema neste ano é a sustentabilidade. 

O que é um texto dissertativo-argumentativo
É um texto que defende uma tese ou opinião e usa explicações para justificar o posicionamento do autor. É dissertativo porque explica, exemplifica, analisa ou interpreta aspectos dentro da temática solicitada. É argumentativo porque defende ou refuta ideias dentro do tema.

Baixe a cartilha do Enem em leiadc.sc/cartilhadoenem 

Leia também:
Cartilha dá dicas para ajudar estudantes na redação do Enem

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros