Furacão Nicole se afasta das Bermudas sem deixar vítimas - Geral - Hora de Santa Catarina

Clima14/10/2016 | 07h55

Furacão Nicole se afasta das Bermudas sem deixar vítimas

Fenômeno meteorológico se desloca em sentido nordeste do arquipélago britânico com ventos máximos de 177 km/h

Furacão Nicole se afasta das Bermudas sem deixar vítimas HO/AFP
Foto: HO / AFP
AFP
AFP

Sem provocar vítimas, o furacão Nicole está se afastando do pequeno arquipélago britânico das Bermudas. Conforme o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos, o fenômeno meteorológico já começa a perder força. No entanto, ainda existe a possibilidade do furacão afetar a região com fortes ventos. 

"Está prevista uma perda de força nos próximos dias. Nicole deve conservar a força de um furacão, mas com possibilidade de virar uma tempestade tropical no sábado", informou o NHC, que tem sede em Miami.

Leia mais
Furacão Matthew custará US$ 10 bilhões nos EUA, aponta estudo
Milhares de pessoas marcham pela paz na Colômbia
Ministério da Defesa enviará dez toneladas de donativos ao Haiti

De acordo com a última atualização do NHC, o furacão Nicole se deslocava em sentido nordeste a uma velocidade de 33 km/h, com ventos máximos de 177 km/h. O Centro havia classificado o fenômeno como "extremamente perigoso", de categoria 3 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

— Foi um longo dia — declarou o primeiro-ministro de Bermudas, Michael Dunkley.

Ele disse que o pior da tempestade já passou, sem deixar mortos ou pessoas gravemente feridas. Dunkley, no entanto, pediu aos moradores do arquipélago que permaneçam em suas casas para facilitar os trabalhos de limpeza e das equipes de emergência.

Furacão Matthew

Na semana passada, a passagem do furacão Matthew pela costa leste dos Estados Unidos e países da América Central provocou centenas de mortes. No Haiti, onde Matthew tocou terra como um monstruoso furacão de categoria 4, o balanço oficial é de mais de 450 mortos.  Na terça-feira, a ONU solicitou um auxílio de USS 120 milhões à nação caribenha. No mesmo dia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou o envio de um milhão de vacinas contra a cólera. Na quinta-feira, o Ministério da Defesa brasileiro informou que mandará donativos ao Haiti.

Nos Estados Unidos, os danos provocados por Matthew custarão aproximadamente US$ 10 bilhões, segundo um estudo publicado pelo banco Goldman Sachs. O fenômeno foi o trigésimo segundo furacão mais devastador da história do país desde a Segunda Guerra Mundial considerando a destruição de edifícios e propriedades.


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros