Manifestantes detidas em protesto serão encaminhadas para audiência de custódia em Florianópolis  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Confronto11/10/2016 | 09h28Atualizada em 11/10/2016 | 12h42

Manifestantes detidas em protesto serão encaminhadas para audiência de custódia em Florianópolis 

Novo protesto está marcado para esta terça-feira, por volta das 13h30min, em frente ao Fórum de Florianópolis

Manifestantes detidas em protesto serão encaminhadas para audiência de custódia em Florianópolis  Kadu Reis/CBN Diário
Foto: Kadu Reis / CBN Diário

As duas manifestantes detidas na noite desta segunda-feira após o protesto contra a PEC 241, em Florianópolis, serão encaminhadas a audiência de custódia na tarde de hoje. De acordo com a Polícia Civil, as jovens foram presas em flagrante por dano qualificado ao patrimônio público e sem possibilidade de fiança. Os nomes das das acusadas não foram divulgados, mas a defesa informou que ambas são estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Após o ato que terminou em confronto entre manifestantes e Polícia Militar (PM), um grupo de quase 30 pessoas se deslocou até a 5ª DP, localizada no bairro Agronômica, e permaneceu no local até que um terceiro manifestante fosse solto. O homem foi preso acusado de lesão corporal contra a PM e desacato, mas pagou fiança de R$ 500 e foi liberado perto das 2h desta madrugada.

De acordo com a advogada que responde pelas estudantes, Daniela Felix, a prisão aconteceu após alguns manifestantes terem colocado fogo em plásticos e cones. 

— A acusação foi de que elas atiraram fogo em um cone e atiraram pedras e desacataram os policiais — contou Felix. 

Violência

De acordo com a PM, três policiais ficaram feridos durante o confronto na noite de ontem. Apesar da informação, a assessoria se negou a passar informações sobre o estado de saúde dos agentes e informou que se manifestará oficialmente somente à tarde. Já do lado dos manifestantes, pelo menos cinco jovens foram atingidos por bala de borracha no rosto, bochecha, perna, peito e braço. Além dos tiros, outras pessoas passaram mal por causa do gás lacrimogêneo.

No início desta tarde, às 13h30min, um novo protesto está marcado em frente ao Fórum da Capital, também no centro da cidade. Segundo o grupo, o objetivo é mostrar solidariedade às estudantes presas. Na audiência, as acusadas serão apresentadas e entrevistas pelo juiz.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros