Manifestantes protestam novamente contra o governo federal no centro de Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Mais um ato14/10/2016 | 19h38Atualizada em 14/10/2016 | 21h19

Manifestantes protestam novamente contra o governo federal no centro de Florianópolis

Grupo se reuniu em frente ao terminal de ônibus em ato contra Michel Temer, a reforma do ensino superior, a PEC 241 e a Polícia Militar

Manifestantes protestam novamente contra o governo federal no centro de Florianópolis Marco Favero/Agencia RBS
Segundo os manifestantes, um banquete de carne humana simboliza a perda de direitos dos trabalhadores Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Manifestantes reuniram-se novamente nesta sexta-feira no centro de Florianópolis para protestar contra o presidente Michel Temer e as propostas do governo federal como a PEC 241, a reforma do ensino médio e a Polícia Militar. No calçadão central da Avenida Paulo Fontes, em frente ao terminal do Centro, o grupo simulou um banquete, "cujo prato principal são os direitos do trabalhador".

O protesto começou por volta das 18h, com uma mesa armada no calçamento da avenida. Manifestantes com máscaras de políticos simularam o banquete, enquanto pessoas com bandeiras de organizações sociais cantavam palavras de ordem.

A Polícia Militar acompanhou desde cedo a movimentação, dessa vez com um pelotão de policiais de prontidão nas vias de acesso às pontes ao lado da rodoviária. O grupo de manifestantes foi consideravelmente menor do que do protesto de segunda-feira, quando houve confronto durante a tentativa de bloquear o acesso e a saída à Ilha de Santa Catarina. Uma pessoa flagrada pichando teve que assinar termo circunstanciado por vandalismo.

Por volta das 19h30, os manifestantes começaram a andar pelas ruas do Centro, bloqueando o trânsito da Avenida Paulo Fontes, Praça XV e Tenente Silveira. Depois, voltaram ao terminal de ônibus, de onde finalizaram o ato.

Leia também
Violência em protesto coloca em discussão relação entre policiais e manifestantes em Florianópolis
Defesa de jovens presas durante protesto pedirá à Justiça investigação de conduta de PMs em ato

 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCEm cinco dias, pelos menos 15 pessoas foram assassinadas em SC https://t.co/2J4EZmXYNh https://t.co/q46lgzOxWhhá 42 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCGoverno avalia cobrar R$ 300 milhões em taxas da Netflix Brasil até 2022 https://t.co/UWGzdkZ7Z7 https://t.co/dXKEguXwJwhá 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros