Mário Motta: Alunos esperam pelas aulas na rua  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Educação15/10/2016 | 07h30Atualizada em 15/10/2016 | 07h30

Mário Motta: Alunos esperam pelas aulas na rua 

Em escola dos Ingleses, eles só são autorizados a entrar quando as aulas começam

Para ajudar os pais que tinham outro compromisso, uma querida vovó moradora em Canasvieiras foi levar sua neta a essa escola municipal no bairro Ingleses e teve uma surpresa não muito agradável. O portão da escola estava fechado e as crianças na calçada aguardando sua abertura. Poucos minutos antes do início da aula, o portão foi aberto e os alunos puderam acessar ao pátio e, na sequência, às salas de aula. 

Foto: Lucia D. / Arquivo Pessoal

Assustada, ela resolveu perguntar se houve algum problema e a surpresa foi ainda maior: "Não senhora, é assim mesmo. O portão só é aberto poucos minutos antes do início das aulas!". Ao receber a confirmação de que isso ocorre constantemente, ela disse que em Canasvieiras, onde reside, é diferente pois a escola não só recebe os alunos desde cedo em seu interior (para que aguardem lá dentro o sinal de entrada e o início das aulas), como porteiro é o primeiro a identificar cada pessoa estranha que pretenda ingressar na escola para preservar a segurança de todos. 

Aliás, a preocupação com a segurança das crianças deveria ser a base de tudo e por isso, entre estarrecida e indignada, a vovó pede que essa postura dessa escola de Ingleses seja revista.  

Confira as notícias do colunista Mário Motta
Curta a página do Espaço do Trabalhador no Face

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros