Comissão será formada para cobrar providências para a Escola Antonieta de Barros - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Educação24/11/2016 | 14h41Atualizada em 24/11/2016 | 14h41

Comissão será formada para cobrar providências para a Escola Antonieta de Barros

Discussão foi levada para a Câmara de Vereadores. Unidade de ensino de Florianópolis está fechada há oito anos

Comissão será formada para cobrar providências para a Escola Antonieta de Barros Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Uma comissão com membros da Câmara de Vereadores de Florianópolis e da área de Educação discutirá a utilização do prédio da Escola Estadual Antonieta de Barros. A escola situada no Centro da Capital está fechada há mais de oito anos e foi tema de uma reunião realizada nesta quarta-feira na Câmara. O objetivo foi discutir e possivelmente encontrar uma solução ao espaço.

O encontro foi organizado pelo vereador Tiago da Silva que, sugeriu, com base em pedidos que recebeu em seu gabinete, que fosse implantada uma creche no local. Ele também não descartou a possibilidade de um centro cultural ou outra finalidade voltada à educação no espaço que fica na Rua Victor Meirelles.

O local hoje está com aspecto de abandono. Vandalismo nas paredes da escola e o antigo pátio têm sido usado como estacionamento para veículos de funcionários da Secretaria de Educação, como o Hora já mostrou

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Representando o governo do Estado, o chefe de gabinete da Secretaria de da Educação, Mauro Tessari, que informou na reunião que a Antonieta de Barros não está abandonada, e que sua manutenção tem sido realizada. 

O que diz o Estado 

De acordo com nota enviada ao jornal Hora, a Secretaria de Educação informou que "vem buscando, há mais de dois anos, parceiros para a recuperação do prédio para transformá-lo em um centro de formação, porém todos os parceiros que se dispõem a ocupá-lo solicitam apoio financeiro, que a SED não dispõe no momento".

Segundo ainda o governo do Estado, "O Antonieta é um prédio tombado pelo patrimônio histórico, o que dificulta sua recuperação e adaptação para outros usos. Tal dificuldade, a crise nacional e a queda de arrecadação, fazem com que a SED foque seus esforços na recuperação de escolas que estejam atendendo alunos, o que não é o caso do colégio em questão".

Sobre a possibilidade de uma creche ocupar o espaço, durante a reunião de quarta, informou a assessoria de imprensa da Educação: "a prefeitura manifestou formalmente não ter interesse em utilizar como creche a estrutura do Antonieta de Barros". Atualmente, centros de educação infantil são de responsabilidade do Município. 

Leia mais notícias sobre a Grande Florianópolis


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros