"Minha colega me acordou gritando", conta namorada de uma das vítimas da Chapecoense - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Tragédia29/11/2016 | 18h46Atualizada em 29/11/2016 | 18h58

"Minha colega me acordou gritando", conta namorada de uma das vítimas da Chapecoense

Eliandra Karine Valler namorava Andriano Bitencourt, chefe da segurança do clube que estava na delegação que viajava à Colômbia

"Minha colega me acordou gritando", conta namorada de uma das vítimas da Chapecoense Roelton Maciel / Agencia RBS/Agencia RBS
Eliandra Karine Valler Foto: Roelton Maciel / Agencia RBS / Agencia RBS

Emocionada, Eliandra Karine Valler, namorada do chefe da segurança da Chapecoense, Andriano Bitencourt, conversou com repórteres no campo da Arena Condá, em Chapecó, durante a tarde desta terça-feira. Adriano foi uma das 71 vítimas fatais que estavam no avião que transportava o time. Ela conta que iria viajar junto com o companheiro, mas um atraso na emissão do passaporte mudou os planos do casal e Eliandra ficou em Chapecó.

— Não deu certo o meu passaporte, se não eu estaria no avião. Não saiu em tempo, felizmente ou infelizmente. Estou feliz por um lado por eu não ter ido, mas muito triste pela perda dele — contou.  

Eliandra ainda conta que Adriano deixa cinco filhos, fruto de um relacionamento anterior. As crianças moram em Caixas do Sul (RS) com a mãe. Ela lembra que antes de vir trabalhar como chefe de segurança na Chape, Adriano atuava no Caxias. Ela ficou sabendo da tragédia ainda durante a madrugada.

— Eram 4h e a minha colega me acordou gritando e disse "Karine, o avião da Chape caiu"'. Eu disse "não seja loca, não fala uma coisa dessas" e ela disse "Karine, o avião caiu'. Ligamos a TV, a internet e eu não acreditei. Em seguida liguei para a esposa do Renan (Agnolin, da Rádio Super Condá), a Cristiane, que trabalha na Secretaria de Saúde também, e ela, infelizmente, também não sabia. A gente se reuniu para receber as notícias — conclui.

O acidente aéreo ocorreu numa região montanhosa, próxima da capital de Antióquia, Medellín. O acidente na Colômbia ocorreu por volta da 0h30min (horário de Brasília, 21h30min no horário local) desta terça-feira. O aeroporto José María Córdova, de Rionegro, confirmou a queda da aeronave. O avião transportava 71 passageiros e nove tripulantes. As equipes de emergência seguem no local do acidente. O acesso só pode ser feito por terra. 

Acompanhe as informações sobre o acidente com o avião da Chapecoense na Colômbia

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros