SC registra saldo positivo de empregos pelo terceiro mês seguido - Geral - Hora de Santa Catarina

Economia24/11/2016 | 17h06Atualizada em 24/11/2016 | 19h24

SC registra saldo positivo de empregos pelo terceiro mês seguido

Acumulado do ano, contudo, segue negativo, com menos 5.254 vagas

SC registra saldo positivo de empregos pelo terceiro mês seguido Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Santa Catarina registrou, pela terceira vez seguida, um saldo positivo de empregos. Em outubro, houve 1.267 contratações a mais que demissões no Estado, revelou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado hoje pelo Ministério do Trabalho. 

Foi o quarto melhor saldo do país em um mês no qual apenas oito unidades da federação registraram saldos acima de zero. Ainda assim, foi o segundo pior mês de outubro desde 2003; o pior foi registrado no ano passado, com menos 4475 postos de trabalho. Também foi um número mais tímido que o observado em setembro (3.550 ) e em agosto (3.014).

No ano, o saldo de empregos em SC ainda é negativo (-5.254), assim como nos 12 meses imediatamente anteriores a outubro (-47.026). No país, o resultado foi mais uma vez negativo, de menos 74.748 postos, pior que em setembro (-39.282), sendo que os piores resultados foram do Rio de Janeiro e de São Paulo.

SC tem saldo positivo de empregos pela primeira vez em seis meses

O segmento com melhor desempenho no Estado foi a agropecuária (1561), seguido pelo comércio (1530). Os piores resultados vieram da construção civil (-808) e da indústria (-776). No acumulado de janeiro a outubro, a indústria leva a melhor posição (5.562), e o comércio, a pior (-7.668).

—Os números refletem o fato de que a produção industrial não está reagindo como se esperava. Temos números bons em têxtil, calçados, mas não está como deveria para esta época do ano. No entanto, ainda é o setor com melhor desempenho, disparado, no Estado - diz Glauco José Côrte, presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Côrte ainda acrescenta que o país, de forma geral, não estimula em nada a geração de empregos, por conta da legislação. 

Caged X PNAD Contínua

É importante diferenciar o Caged, levantamento do Ministério do Trabalho, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua de ocupação e desocupação, do IBGE. O Caged leva em conta o saldo de empregos e contabiliza apenas vagas com carteira assinada. O índice do IBGE analisa o estoque da força de trabalho desocupada, e leva em conta pessoas com ou sem carteira de trabalho. 

O último índice do IBGE, divulgado na terça-feira, referiu-se ao período de julho a setembro e observou um crescimento de 47% do desemprego no Estado na comparação com o mesmo período do ano passado - embora SC siga como a unidade da federação com menor desemprego.


 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros