Confira como é o passeio de barco pelas ilhas de Balneário Barra do Sul - Geral - Hora de Santa Catarina

Roteiro13/01/2017 | 08h02

Confira como é o passeio de barco pelas ilhas de Balneário Barra do Sul

O passeio pelas ilhas dos Remédios, das Araras e Feia dura uma hora e 20 minutos e é uma das atrações do balneário. A atividade de lazer funciona todos os dias até o Carnaval

Confira como é o passeio de barco pelas ilhas de Balneário Barra do Sul Salmo Duarte/Agencia RBS
Quem não sabe nadar não precisa se preocupar, o procedimento- padrão é descer de colete salva-vidas Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

 

#verãoAN: use a hashtag #verãoAN no Instagram. Você pode ter sua foto publicada no jornal impresso e site.

Sabe aquele passeio de barco que aparece nos filmes, com gente alegre tomando banho de Sol e uma bela paisagem ao redor? Pois a 40 km de Joinville, é fácil esquecer da vida a bordo de uma das cinco embarcações que oferecem este serviço em Balneário Barra do Sul. A viagem custa até R$ 20 por pessoa. Durante cerca de uma hora e 20 minutos, o barco passa ao redor das ilhas dos Remédios, das Araras e Feia. No serviço de bordo, dá para comprar refrigerante e cerveja, mas o que refresca mesmo é a parada para banho a 50 metros da ilha dos Remédios. São 25 minutos que valem a pena. Quem não sabe nadar não precisa se preocupar, o procedimento- padrão é descer de colete salva-vidas.



FICHA TÉCNICA

O quê: passeio de barco em Balneário Barra do Sul.

Partida: canal da Barra, na praia Barra do Sul.

Quando: todos os dias, das 9 às 18 horas, até o Carnaval.

Valor: Adulto: R$ 20. De 6 a 11 anos, R$ 10. Crianças de até cinco anos não pagam (valor da empresa EAS Pesca Esportiva).

Reportagem: Claudine Nunes
Fotografia: Salmo Duarte

Confira as notícias de Joinville e região




É só chegar e aguardar a vez

O passeio acontece todos os dias até o Carnaval, das 9 às 18 horas, com saída no canal da Barra. É só chegar e aguardar a vez. Conforme o barco, a lotação varia de 18 a 25 pessoas. Pescadores da região são os que pilotam as embarcações e têm no turismo o complemento da renda durante a temporada. Como os barcos seguem as exigências para pesca em alto-mar, estão equipados com todos os itens de segurança, como colete e balsa inflável de sobrevivência, explica o auxiliar de convés Joel Leite, de 45 anos. O profissional também observa as condições climáticas antes de partir. Com vento sul, o passeio é cancelado, diz ele.




Encantado com a beleza do lugar

Edicarlo Moraes, 51, a mulher Rosimar Ribeiro, 41, e Edicarlo Filho, de 11 anos, fazem o passeio pela primeira vez. Para o garoto, claro, a melhor parte foi o mergulho. O militar aposentado se encantou com a beleza e afirma que o potencial turístico deveria ser desenvolvido ainda mais.
— Moro em São Paulo e rodo 600 quilômetros todo ano para passar as férias na região, gosto também de São Francisco do Sul, São Bento do Sul e já estou com reserva para o Barco Príncipe — afirma o turista, que já pensa em se mudar para cá.
De todas as ilhas, a dos Remédios é a mais especial. A parada ali não é por acaso. É a única ilha abrigada, com águas mais tranquilas. A profundidade no ponto do banho é de quatro metros. Não há pedras e é fácil colocar o barco na areia caso seja necessário aguardar na ilha até o tempo melhorar.


Memórias dos tempos de criança

O pai do marinheiro de convés Osmar Júnior nasceu na ilha. E dos tempos de criança vêm as recordações sobre o que originou o nome “ilha dos Remédios”. Segundo uma das versões, nos anos de 1940, quando o canal do Linguado ainda era aberto, passavam navios carregados de mercadorias. Um deles, com remédios, bateu e a carga se espalhou na região. Outra versão, diz Osmar, era de que os pescadores quando iam para alto-mar, deixavam as mulheres na ilha e levavam para lá também animais de outros locais para serem abatidos, só que muitos tinham doenças, que desapareciam quando chegavam à ilha. Verdade ou não, o lugar ainda encanta e mantém sua beleza preservada, ainda que no passado tenha sido palco de brigas judiciais para evitar o avanço imobiliário.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Roteiro 06/01/2017 | 09h31

Confira dicas para passeio na calmaria da Ilha do Grant, em Barra Velha

Águas calmas e sombreiros tornam o local perfeito para todas as idades

 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMart'nália canta sucessos dos 30 anos de carreira em show em Florianópolis https://t.co/5HwkmRkV9R https://t.co/SdQq8lvdF6há 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCLaine Valgas: vamos ver se agora a medicação vai ser entregue https://t.co/ExfcLd88Phhá 6 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros