Dívida da prefeitura de Florianópolis é calculada em R$ 1 bilhão - Geral - Hora de Santa Catarina

Dificuldades financeiras10/01/2017 | 11h12Atualizada em 10/01/2017 | 16h44

Dívida da prefeitura de Florianópolis é calculada em R$ 1 bilhão

Folha de pagamentos pendentes dos servidores ativos soma uma dívida de R$ 24 milhões

Dívida da prefeitura de Florianópolis é calculada em R$ 1 bilhão Marco Favero/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Assunto mais controverso durante o período de transição de governo, a dívida da prefeitura de Florianópolis é calculada em cerca de R$ 1 bilhão pela equipe do novo prefeito Gean Loureiro (PMDB). O número é resultado de levantamento de contabilidade com dados apurados até 28 de dezembro. A soma considera valores a serem pagos a curto e a longo prazo. Isso significa que há compromissos que já deveriam ter sido quitados, como a folha de dezembro dos servidores, e outros ligados a empréstimos e financiamentos com vencimentos após 2017, que ainda não acusam inadimplência.

O novo governo estima que será preciso desembolsar pelo menos R$ 250 milhões até o fim do mandato, em 2020, para honrar pendências que não poderão ser adiadas além desse período. Só os débitos com fornecedores, conforme o levantamento, alcançam R$ 146,6 milhões. O maior credor da lista, uma empresa responsável por serviços terceirizados de limpeza e conservação, tem R$ 25,7 milhões a receber. A folha de pagamentos pendentes dos servidores soma uma dívida de R$ 24 milhões referentes aos trabalhadores ativos, além de outros R$ 9,6 milhões dos aposentados e pensionistas.

Se não gerenciar os pagamentos, a prefeitura corre o risco de ser inscrita como negativa no Cadastro Único de Convênio Federal, inviabilizando qualquer repasse de financiamentos, empréstimos e outros recursos federais. Serviços também podem ficar prejudicados ou ser completamente paralisados por falta de pagamento a funcionários e fornecedores.

Município aposta em corte de gastos

A aposta da nova gestão para contornar o quadro está em um pacote de medidas a serem enviados à Câmara de Vereadores. Na avaliação do novo secretário da Fazenda do município, Constâncio Alberto Salles Maciel, as mudanças são obrigatórias para o ajuste das contas. 

– Estamos tomando uma série de medidas para cortar gastos desnecessários. O prefeito Gean vai apresentar nesta semana um grande pacote de medidas e projetos de lei para buscar o equilíbrio nas contas públicas de Florianópolis. Sem essas mudanças, a Capital se tornará inviável do ponto de vista financeiro – alerta.

O pacote de medidas é apresentado pelo novo prefeito nesta terça. A execução das ações pretendidas, no entanto, dependerá da aprovação dos vereadores. A intenção do prefeito é que seja convocada uma sessão extraordinária porque o Legislativo ainda está em recesso. O que mais pesa para os débitos da prefeitura alcançarem uma cifra bilionária são as chamadas dívidas fundadas, que dizem respeito a empréstimos e financiamentos com prazos acima de um ano. O acumulado da dívida fundada com vencimentos após 2017, por exemplo, soma R$ 386,1 milhões. A dívida com precatórios que vencem só após 2017 soma outros R$ 76,7 milhões. Assim, a tendência é que essas pendências não estejam entre as prioridades do novo governo.

A reportagem tentou contato com o prefeito Cesar Souza Junior, mas não obteve resposta. 

Despesas detalhadas* 

Fornecedores (2016): 146,6
Parcelamento previdência empenhada: 3,98
Folha de servidores ativos (2016): 24
Encargos de 2016 (INSS e previdência municipal): 84,3
Consignações: 62
Despesas com credores, pessoal e encargos (2016): 86,8
Dívidas de longo prazo: 386,1
Dívida de curto prazo: 177,3
Precatório longo prazo: 76,7
Precatório curto prazo: 10,9
Total: 1.058
(*Fonte: prefeitura municipal de Florianópolis)

Leia também:

Gean inclui funcionamento do Uber em pacote de propostas

Novo prefeito pede levantamento de dívidas nas secretarias

Acompanhe as últimas notícias do Diário Catarinense

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCDomingo é de muitas nuvens e chuva em Santa Catarina. https://t.co/CpFtZ5n7Bi https://t.co/uW3pKCkXGdhá 45 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCChuva causa alagamentos e deslizamentos em cidades de SC. https://t.co/Gcpl7ghWq7 https://t.co/VPjG98zdUHhá 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros