Em entrevista, Obama diz que perdeu algumas vezes "a batalha de relações públicas" - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Casa Branca13/01/2017 | 07h25Atualizada em 13/01/2017 | 07h25

Em entrevista, Obama diz que perdeu algumas vezes "a batalha de relações públicas"

Presidente citou como exemplo a frustrada nomeação do juiz Merrick Garland para a Suprema Corte, restringida pelos republicanos

Em entrevista, Obama diz que perdeu algumas vezes "a batalha de relações públicas" Chris Kleponis/AFP
Foto: Chris Kleponis / AFP
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, admitiu que algumas vezes não conseguiu, durante o seu governo, obter o apoio da opinião pública americana para anular os ataques que sofreu de integrantes do Partido Republicano, legenda que tem maioria no Congresso.

Obama citou como exemplo disso a frustrada decisão de nomear o juiz Merrick Garland para a Suprema Corte. A indicação foi feita em março do ano passado, mas os senadores republicanos impediram a nomeação de Garland ao Supremo Tribunal durante vários meses. Agora, com a posse do presidente eleito Donald Trump, no próximo dia 20, a possibilidade de condução de Garland à Suprema Corte ficou completamente descartada.

Leia mais
Obama exalta diversidade e diz que racismo é uma ameaça à democracia
Suposto autor de dossiê sobre Trump está desaparecido
"Mercado pode ser limitador de Trump", avalia professor da UFRGS

Em sua última entrevista antes de deixar o governo, o presidente norte-americano menciona o episódio para dizer que perdeu, algumas vezes, "a batalha de relações públicas". A entrevista foi dada ao programa "60 Minutos", que tem uma das maiores audiências da televisão americana e vai ao ar no próximo domingo, mas a emissora em que o programa é transmitido — a CBS —, antecipou, na quinta-feira, alguns pontos abordados por Obama.

O presidente disse que conseguiu imprimir, no entanto, um estilo correto na administração do país. 

— Fazemos parte da primeira administração da história moderna que não teve um grande escândalo na Casa Branca — disse.

Descontando alguns casos em que não ganhou a batalha de relações públicas, como a mencionada recusa do Senado em confirmar a indicação do juiz Garland para a Suprema Corte, Obama disse que em outras situações conseguiu moldar a opinião pública. 

— E fomos muito eficazes, eu fui muito eficaz na formação da opinião pública em torno das minhas campanhas. 

Para conseguir isso, porém, Obama lembrou que teve que tomar iniciativas para mobilizar a opinião pública com firmeza, para enfraquecer a determinação dos republicanos de se opor ou de cooperar com o seu governo.

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMeia maratona entre Florianópolis e São José tem primeira edição neste domingo: https://t.co/KzAGpRSLWn https://t.co/8SYepYPcYlhá 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCAs vésperas das festas de fim de ano sistema de sincronia dos semáforos ainda não saiu do papel.… https://t.co/v55kEE64AQhá 6 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca