Laine Valgas: ameaça da febre amarela lembra importância de vacinação - Geral - Hora de Santa Catarina

Previna-se!12/01/2017 | 07h47Atualizada em 12/01/2017 | 07h47

Laine Valgas: ameaça da febre amarela lembra importância de vacinação

Apesar de SC não registrar casos em humanos desde 1966, a vacinação é indicada

Laine Valgas: ameaça da febre amarela lembra importância de vacinação Secretaria de Saúde de SC/Divulgação
Foto: Secretaria de Saúde de SC / Divulgação

A suspeita de cinco mortes em Minas Gerais terem sido causadas por febre amarela fez a Secretaria de Saúde aqui de Santa Catarina ficar em alerta: como nesse período que vai de dezembro a maio é quando mais se registra casos da doença no Brasil, o Estado decidiu intensificar a divulgação da vacina que faz parte do calendário nacional de imunização.

Apesar de SC não registrar casos de febre amarela em humanos desde 1966, a vacinação contra a doença é indicada para 100% da população de pelo menos 162 municípios catarinenses que integram a Área com Recomendação de Vacina contra Febre Amarela (ACRV). A recomendação também é feita para quem vai viajar para as regiões Norte e Centro-Oeste ou ainda para Minas Gerais, Maranhão e alguns municípios do Piauí, Bahia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

Aliás, quem ainda não é vacinado e pretende viajar para essas áreas deve procurar um posto de vacinação pelo menos 10 dias antes da viagem. Lembrando que quem ainda não foi vacinado, ou que recebeu apenas uma dose há mais de 10 anos, devem se imunizar. A vacina é indicada para as pessoas acima de nove meses de idade.

INFORME-SE E PREVINA-SE

Foto: Secretaria de Saúde de SC / Divulgação

A febre amarela é uma doença infecciosa viral aguda transmitida por mosquitos, presente em países da África e das Américas Central e do Sul. Na forma de transmissão urbana, o veículo do vírus é o mosquito Aedes aegypti, o mesmo transmissor da dengue, da febre do chikungunya e da zika. Os sintomas iniciais são febre alta de início súbito, sensação de mal-estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço, calafrios, náuseas e vômitos. A doença pode ter curta duração ou evoluir para formas graves e levar até mesmo à morte. Por isso, informe-se e previna-se: a vacina é gratuita e está disponível nas salas de vacinação das unidades de saúde pública de SC. Pra saber quais os 162 municípios aqui do Estado onde a vacinação é mais recomendada acesse  AQUI.

Confira todas as notícias da colunista Laine Valgas
Curta a página do Espaço do Trabalhador no Face


 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCUnimed Grande Florianópolis põe à venda móveis e equipamentos https://t.co/HYHyyzriuMhá 4 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCRoubo de fuzil do Exército em Criciúma foi armação de recrutas, afirma Polícia Civil https://t.co/qV0H0J8DCchá 5 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros